PROPOSTA DE PROGRAMA DE AJUSTE NEUROFUNCIONAL PARA A APRENDIZAGEM MATEMÁTICA

Autores

DOI:

https://doi.org/10.32930/nuances.v30i1.6685

Palavras-chave:

Desempenho Escolar, Treinamento Neurofuncional, Trigonometria

Resumo

Este trabalho teve como objetivo analisar o desempenho de estudantes do Ensino Médio Integrado de uma Instituição de Ensino Pública Federal quanto à aprendizagem de noções de trigonometria. Tratou-se de uma pesquisa qualitativa de cunho experimental conduzida em três estágios: análise prévia, intervenção e avaliação. A fundamentação teórica compreendeu principalmente as noções de Níveis de Funcionamento do Conhecimento, que serviu para delinear as tarefas matemáticas, e os princípios neurocognitivos associados à emoção (motivação), atenção e memória para a organização do contexto das terefas. Considerou-se conceber e aplicar um conjunto de tarefas ecológicas, funcionais e didáticas – denominado programa de ajuste neurofuncional – para avaliar o desempenho dos estudantes em matemática, antes e após a intervenção. Foi possível concluir que houve aumento do desempenho dos estudantes quando as condições de aprendizagem valorizou princípios neuroeducativos relativos à emoção, atenção e memória, considerados durante a elaboração das tarefas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Laerte Silva da Fonseca, Instituto Federal de Sergipe/Universidade Federal de Sergipe

Pós-doutor e Doutor em Educação Matemática, Docente Programa de Pós Graduação em Ensino de Ciências e Matemática – UFS. Mestre em Educação. Especialista em neuropsicologia. Especialista em neuroaprendizagem.

Kleyfton Soares da Silva, Professor EBTT IFGoiano.

Doutorando em Ensino de Ciências – USP. Mestre pelo Programa de Pós Graduação em Ensino de Ciências e Matemática – UFS. Especialista em Neurociência e Aprendizagem (UCAM).

Downloads

Publicado

31-12-2019

Como Citar

FONSECA, L. S. da; SILVA, K. S. da. PROPOSTA DE PROGRAMA DE AJUSTE NEUROFUNCIONAL PARA A APRENDIZAGEM MATEMÁTICA. Nuances: Estudos sobre Educação, Presidente Prudente, v. 30, n. 1, 2019. DOI: 10.32930/nuances.v30i1.6685. Disponível em: https://revista.fct.unesp.br/index.php/Nuances/article/view/6685. Acesso em: 27 nov. 2022.

Edição

Seção

Práticas Pedagógicas