PSICANÁLISE, ÉTICA E INCLUSÃO ESCOLAR

Autores

  • Ana Beatriz Coutinho Lerner Instituto de Psicologia da USP
  • Rinaldo Voltolini Faculdade de Educação USP

DOI:

https://doi.org/10.14572/nuances.v26i2.3185

Palavras-chave:

psicanálise, inclusão escolar, ética, educação

Resumo

Este artigo tem como objetivo central investigar as formas que o discurso sobre a Educação Inclusiva assume na contemporaneidade e alguns efeitos desse discurso para a subjetividade das crianças, pais e profissionais da escola. Para isso, realizamos inicialmente um levantamento bibliográfico acerca da inclusão escolar apresentando as origens desse movimento, os principais marcos legais que organizam o campo e as perspectivas teórico-críticas atuais. Em seguida, apresentamos elementos do discursivo sobre a inclusão analisados à luz da noção de ética apresentada por Lacan no Seminário, livro 7: A Ética da Psicanálise e algumas contribuições que esta noção psicanalítica pode aportar para a Educação Inclusiva.

http://dx.doi.org/10.14572/nuances.v26i2.3185

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ana Beatriz Coutinho Lerner, Instituto de Psicologia da USP

Psicanalista. Doutora em Educação pela faculdade de Educação da USP. Psicóloga do Serviço de Psicologia Escolar do Instituto de Psicologia da USP.

Downloads

Publicado

06-01-2016

Como Citar

LERNER, A. B. C.; VOLTOLINI, R. PSICANÁLISE, ÉTICA E INCLUSÃO ESCOLAR. Nuances: Estudos sobre Educação, Presidente Prudente, v. 26, n. 2, p. 74–92, 2016. DOI: 10.14572/nuances.v26i2.3185. Disponível em: https://revista.fct.unesp.br/index.php/Nuances/article/view/3185. Acesso em: 2 dez. 2022.

Edição

Seção

Dossiê