Políticas Públicas para o Ensino Superior

O Projeto Tunning – Primeiras reflexões acerca da adesão das IES brasileiras na área de educação

Autores

DOI:

https://doi.org/10.32930/nuances.v33i00.9764

Palavras-chave:

Tuning, Metodologia, Instituição de Ensino Superior

Resumo

A seguinte pesquisa busca investigar como as Instituições de Ensino Superior públicas brasileiras aderiram Projeto Tuning, mais especificamente nos cursos da área temática de educação. O Processo de Bolonha surgiu como política pública inserido na União Europeia, tendo como objetivo fim a modernização dos currículos do Ensino Superior e a internacionalização da perspectiva da educação centrada no estudante. Neste sentindo, o Projeto Tuning e consolida como políticas concretizadoras do Processo de Bolonha, que apoiado na perspectiva da sociedade do conhecimento objetiva agir como metodologia para compatibilizar e comparar as formações superiores, com vistas à transnacionalização dos currículos e à formação de mão-de-obra em nível internacional. Assim, serão analisadas as reformas curriculares de dez Instituições de Ensino Superior com a finalidade de verificação nas propostas centradas nos estudantes. Após a análise, as informações serão sistematizadas e será elaborado percursos didáticos que possam orientar as transformações curriculares em consonância a metodologia prevista no Projeto Tuning.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Maíra Darido da Cunha, Faculdade de Bertioga (FABE), Bertioga – SP – Brasil

Docente nos Cursos de Graduação e Pós-Graduação. Doutora em Educação Escolar (UNESP).

Thaís Vargas Bizelli, Universidade Estadual Paulista (UNESP), Araraquara – SP – Brasil

Doutoranda no Programa de Pós-graduação em Educação Escolar.

José Luís Bizelli, Universidade Estadual Paulista (UNESP), Araraquara – SP – Brasil

Livre docente, Faculdade de Ciências e Letras (FCLAr/UNESP) – Brasil; Programa de Pós – Graduação em Educação Escolar.

Referências

BIZELLI, J. L. Inovação: limites e possibilidades para aprender na Era do Conhecimento. 1. ed. São Paulo: Editora Unesp / Cultura Acadêmica, 2013. v. 1, 195 p.

BRASIL. Ministério da Educação. Lei n. 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Brasília, DF: MEC, 1996. Disponível me: https://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l9394.htm. Acesso em: 10 fev. 2022.

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros curriculares nacionais: Educação Física / Secretaria de Educação Fundamental. Brasília, DF: MEC/SEF, 1997. 96 p.

CÂMARA DOS DEPUTADOS. Área de Livre Comércio das Américas (ALCA). Disponível em: http://www.camara.gov.br/mercosul/blocos/ALCA.htm. Acesso em: 2 mar. 2014.

CASTELLS, M. A Sociedade em Rede. São Paulo: Paz e Terra, 1999.

COMISSÃO EUROPEIA. Explicar o quadro europeu de qualificações para a aprendizagem ao longo da vida. Luxemburgo: Serviço das Publicações Oficiais das Comunidades Europeias, 2008.

COMISSÃO EUROPEIA. Learning Opportunities and Qualifications in Europe. Disponível em: http://ec.europa.eu/ploteus/es/search/site?f[0]=im_field_entity_type:97. Acesso em: 13 nov. 2014.

COMISSÃO EUROPEIA. Programa Erasmus Mundus. Disponível em: http://eacea.ec.europa.eu/erasmus_mundus/index_en.php. Acesso em: 05 maio 2014.

COMISSÃO EUROPEIA. Quadro Europeu de Qualificações para a aprendizagem ao longo da vida (QEQ). Luxemburgo: Serviço das Publicações Oficiais das Comunidades Europeias, 2009.

CONSELHO DA EUROPA. ORGANIZAÇÃO DAS NAÇÕES UNIDAS PARA A EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E A CULTURA. Convenção sobre o Reconhecimento de Qualificações Relativas ao Ensino Superior na Região Europa. In: PORTUGAL. Diário da República, Lisboa, p. 1303–1326, 30 mar. 2000. Disponível em: http://www.dges.mctes.pt/NR/rdonlyres/3A72A136-0B6E-4CA7-9E17- 153E301D3B60/1235/Convencao_Lisboa.pdf. Acesso em: 10 fev. 2022.

CONSELHO EUROPEU. Conclusões da Presidência. Conselho Europeu de Lisboa, 23 e 24 mar. 2000. Lisboa: Conselho Europeu, 2000. Disponível em: https://infoeuropa.eurocid.pt/registo/000003888/documento/0001/. Acesso em: 10 fev. 2022.

CONSELHO UNIVERSITARIO IBEROAMERICANO. Site oficial. Disponível em: http://www.cuib.org/index.jsp. Acesso em: 10 fev. 2022.

ESPACE EUROPÉEN DE L’ENSEIGNEMENT SUPÉRIEUR. Déclaration de Budapest- Vienne sur l’espace européen de l’enseignement supérieur. Budapest, Vienne, 2010. Disponível em: http://www.ehea.info/Uploads/Documents/2010_Budapest- Vienna_Declaration_FR.pdf. Acesso em: 10 fev. 2022.

ESPACIO EUROPEO DE EDUCACIÓN SUPERIOR. Comunicado de Londres - Hacia el Espacio Europeo de Educación Superior: respondiendo a los retos de un mundo globalizado. Londres, 2007. Disponível em: http://www.ond.vlaanderen.be/hogeronderwijs/bologna/links/language/2007_London_C ommunique_Spanish.pdf. Acesso em: 05 maio 2014.

ESPAÇO EUROPEU DE EDUCAÇÃO SUPERIOR. Declaração de Bolonha. 1999. Disponível em: http://www.direitoshumanos.usp.br/index.php/Documentos-n%C3%A3o- Inseridos-nas-Delibera%C3%A7%C3%B5es-da-ONU/declaracao-de-bolonha- 1999.html. Acesso em: 10 fev. 2022.

GHISALBERTI, A. As raízes medievais do pensamento moderno. São Paulo: Instituto Brasileiro de Filosofia e Ciência Raimundo Lúlio, 2012.

GIDDENS, A. As Consequências da Modernidade. São Paulo: Ed. Unesp, 1991.

HABERMAS, J. Passado como futuro. Tradução de Flávio Beno Siebeneichler. Rio de Janeiro: Tempo Brasileiro, 1993.

HARVEY, D. Condição pós-moderna. São Paulo: Loylola, 2001.

HORKHEIMER, M. Eclipse da razão. Rio de Janeiro: Labor, 1976.

INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS ANÍSIO TEIXEIRA. Pisa. Brasília, DF: Inep. Disponível em: http://portal.inep.gov.br/pisa-programa-internacional- de-avaliacao-de-alunos. Acesso em: 10 fev. 2022.

PROYECTO TUNING AMÉRICA LATINA. CLAR: Crédito Latinoamericano de Referencia. Bilbao: Universidad de Deusto, 2013.

RUEDA, J. L. O Projeto Alfa Tuning América Latina: Proposta, discussões e implementação. 2017. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Federal de São Carlos, São Carlos, SP, 2017.

TOURAINE, A. Crítica da Modernidade. Petrópolis, RJ: Vozes. 2008.

TURNING América Latina. [21--]. Disponível me: http://Tuning.unideusto.org/Tuningal/index.php?option=content&task=view&id=124&Itemid=148. Acesso em: 10 fev. 2022.

UNIÃO EUROPEIA. Tratado da União Europeia. Jornal Oficial das Comunidades Europeias, Maastrich, n. 191, p. 1-112, 29 jul. 1992. Disponível em: http://eur- lex.europa.eu/legal-content/PT/TXT/PDF/?uri=CELEX:11992M/TXT&from=PT. Acesso em: 10 fev. 2022.

Publicado

30-12-2022

Como Citar

DARIDO DA CUNHA, M.; BIZELLI, T. V.; BIZELLI, J. L. Políticas Públicas para o Ensino Superior: O Projeto Tunning – Primeiras reflexões acerca da adesão das IES brasileiras na área de educação. Nuances: Estudos sobre Educação, Presidente Prudente, v. 33, n. 00, p. e022026, 2022. DOI: 10.32930/nuances.v33i00.9764. Disponível em: https://revista.fct.unesp.br/index.php/Nuances/article/view/9764. Acesso em: 26 fev. 2024.

Edição

Seção

Artigos Publicação Contínua