A ABORDAGEM DA EDUCAÇÃO AMBIENTAL NOS PCNs, NAS DCNs E NA BNCC

Autores

  • Emerson Pereira Branco Universidade Estadual do Paraná/Secretaria Estadual de Educação do Paraná
  • Marcia Regina Royer Universidade Estadual do Paraná, UNESPAR (Paranavaí/Brasil).
  • Alessandra Batista de Godoi Branco Instituto Federal do Paraná (IFPR/campus de Paranavaí), Paranavaí, Paraná, Brasil.

DOI:

https://doi.org/10.32930/nuances.v29i1.5526

Palavras-chave:

Educação Ambiental, Legislação Ambiental, Base Nacional Comum Curricular.

Resumo

O presente artigo objetivou analisar a Educação Ambiental (EA) no Brasil, enfatizando a legislação, o papel e organização curricular e a abordagem da EA nos documentos norteadores da Educação Básica elaborados nas últimas décadas: os Parâmetros Curriculares Nacionais (PCNs); as Diretrizes Curriculares Nacionais (DCNs); e a Base Nacional Comum Curricular (BNCC). Para isto, discutimos a trajetória da Educação Ambiental, a legislação na área ambiental e diferentes abordagens da Educação Ambiental nos documentos norteadores supracitados. Esse estudo justifica-se pela relevância de compreender as especificidades do ensino da Educação Ambiental na Educação Básica, que amplia sua complexidade no processo de ensino e aprendizagem nas escolas, e nas crescentes demandas acerca do tema frente às questões urgentes sobre a preservação do meio ambiente, e necessidade de superação de injustiças sociais, econômicas, de subsistência e de qualidade de vida. Ao comparar a BNCC com os documentos anteriores verifica-se que tal proposta não apresenta novidades significativas para a temática. Num aparente reducionismo, a Base relega o tema e não desperta expectativas sobre avanços significativos que proporcionem uma educação mais efetiva nessa área e a superação de suas demandas. O que se almeja é que a Educação Ambiental seja valorizada e efetivamente consolidada na Educação Básica e na formação de professores, garantindo o acesso ao conhecimento e a condição de participação sobre questões que interferem na vida de comunidades, países e do planeta. A educação, neste sentido, é um passo importante para concretizar objetivos e metas legalmente estabelecidos, teoricamente publicados e apresentado em discursos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Emerson Pereira Branco, Universidade Estadual do Paraná/Secretaria Estadual de Educação do Paraná

Mestre em Ensino pelo Programa de Pós-graduação em Ensino: Formação Docente Interdisciplinar da Universidade Estadual do Paraná (UNESPAR/campus de Paranavaí); Graduado em Ciências do Ensino Fundamental/habilitação em Matemática pela Universidade Estadual do Paraná (UNESPAR); Graduado em Engenharia de Alimentos pela Universidade Estadual de Maringá (UEM/PR).

Marcia Regina Royer, Universidade Estadual do Paraná, UNESPAR (Paranavaí/Brasil).

Doutora em Agronomia; Mestrado em Agronomia; Graduação em Ciências Biológicas, pela Universidade Estadual de Maringá (Paraná/Brasil).

Alessandra Batista de Godoi Branco, Instituto Federal do Paraná (IFPR/campus de Paranavaí), Paranavaí, Paraná, Brasil.

Mestranda do Programa de Pós-graduação em Ensino: Formação Docente Interdisciplinar da Universidade Estadual do Paraná (UNESPAR/campus de Paranavaí); Graduada em Pedagogia pela Universidade Estadual do Paraná (UNESPAR).

Downloads

Publicado

20-12-2018

Como Citar

BRANCO, E. P.; ROYER, M. R.; BRANCO, A. B. de G. A ABORDAGEM DA EDUCAÇÃO AMBIENTAL NOS PCNs, NAS DCNs E NA BNCC. Nuances: Estudos sobre Educação, Presidente Prudente, v. 29, n. 1, 2018. DOI: 10.32930/nuances.v29i1.5526. Disponível em: https://revista.fct.unesp.br/index.php/Nuances/article/view/5526. Acesso em: 29 maio. 2024.

Edição

Seção

Artigos - FLUXO CONTÍNUO