EDUCAÇÃO PARA O MUNDO DO TRABALHO: ALIENAÇÃO DA FUNÇÃO SOCIAL DA ATIVIDADE PRODUTIVA NA FORMAÇÃO DA JUVENTUDE

Autores

  • Armando Marino Filho

DOI:

https://doi.org/10.14572/nuances.v26i1.3820

Palavras-chave:

Trabalho, Educação, Consciência, Alienação

Resumo

O objetivo desse texto é analisar a formação da consciência na atividade educativa para o trabalho, segundo observações feitas em projetos de pesquisa que foram realizados no ano de 2014. Tem como foco a formação do pensamento sobre a realidade social e sua produção pelos homens. Fundamenta-se, na concepção materialista, histórica e dialética e toma como eixo a formação da consciência e da alienação no processo educativo, compreendendo a juventude na unidade que vai da infância à vida adulta e analisando implicações da prática educativa para o pensamento na atividade produtiva. As análises giram em torno de como se forma uma concepção sobre o trabalho no jovem, e como essa forma de pensar permanece no sujeito trabalhador adulto. Considera-se, ao final, que um tipo específico de pensamento fundamentado na crença tem orientado esses sujeitos na compreensão da realidade sobre a vida social.

 

 

http://dx.doi.org/10.14572/nuances.v26i1.3820

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

22-09-2015

Como Citar

MARINO FILHO, A. EDUCAÇÃO PARA O MUNDO DO TRABALHO: ALIENAÇÃO DA FUNÇÃO SOCIAL DA ATIVIDADE PRODUTIVA NA FORMAÇÃO DA JUVENTUDE. Nuances: Estudos sobre Educação, Presidente Prudente, v. 26, n. 1, p. 80–97, 2015. DOI: 10.14572/nuances.v26i1.3820. Disponível em: https://revista.fct.unesp.br/index.php/Nuances/article/view/3820. Acesso em: 1 dez. 2022.

Edição

Seção

Dossiê