PERSISTÊNCIA EDUCACIONAL E EXCLUSÃO SOCIAL ENTRE JOVENS QUE VIVEM EM MORADIA DE ACOLHIMENTO NA AFRICA DO SUL

Autores

  • Adrian D. Van Breda
  • Lisa Dickens

DOI:

https://doi.org/10.14572/nuances.v26i1.3816

Palavras-chave:

Cuidados assistenciais, Persistência educacional, Exclusão social do jovem

Resumo

Educação é reconhecida como a chave para o sucesso na vida adulta. As pesquisas confirmam que altos índices educacionais, notadamente ao completar a educação secundária e particularmente ao completar uma qualificação superior, aumenta, significativamente as possibilidades de emprego. Na África do Sul, mais do que na maioria dos países, a persistência educacional e o emprego são os maiores desafios dos jovens. Considerando o contexto de universal vulnerabilidade dos jovens, este texto mostra que jovens residindo em moradias de acolhimento são particularmente vulneráveis no que se refere a persistência educacional e emprego. Toma-se a teoria da exclusão social como referência para discutir essa vulnerabilidade e, desta forma, contribuir para um melhor encaminhamento educacional de jovens que vivem essa situação.

http://dx.doi.org/10.14572/nuances.v26i1.3816

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

22-09-2015

Como Citar

VAN BREDA, A. D.; DICKENS, L. PERSISTÊNCIA EDUCACIONAL E EXCLUSÃO SOCIAL ENTRE JOVENS QUE VIVEM EM MORADIA DE ACOLHIMENTO NA AFRICA DO SUL. Nuances: Estudos sobre Educação, Presidente Prudente, v. 26, n. 1, p. 22–41, 2015. DOI: 10.14572/nuances.v26i1.3816. Disponível em: https://revista.fct.unesp.br/index.php/Nuances/article/view/3816. Acesso em: 1 dez. 2022.

Edição

Seção

Dossiê