CONTRIBUIÇÕES PARA A CONCEITUALIZAÇÃO DA MOBILIDADE TERRITORIAL DO TRABALHO/ Approaches to a definition of the territorial mobility of the labor/ Contribuciones para la conceptualización de la movilidad territorial del trabajo

Robinzon Piñeros Lizarazo

Resumo


No intuito de municiar os referenciais teóricos para a compreensão das disputas de classe no cenário do capital reestruturado do agronegocio, neste artigo apresenta-se a proposta conceitual da mobilidade territorial do trabalho de camponeses, assalariados rurais e comunidades tradicionais.  Na primeira parte comparece uma revisão teórica focada na teoria dos territórios, elencando duas formas de territorialização presentes na exploração da força de trabalho, seja no movimento como expressividade da sua venda no mercado, seja na imobilidade presente nos casos de verticalização para extrair a renda capitalizada da terra. Foca-se na análise das migrações internas como uma temática em disputa no campo das teorias modernas sobre o desenvolvimento.  Nessa sequência, são analisadas as formas materiais da mobilidade da força de trabalho, destacando o deslocamento típico campo-cidade, ademais da migração campo-campo e cidade-campo, as quais têm se intensificado nas últimas décadas com o avanço do agronegócio, a mineração, o turismo e as lutas pela terra protagonizadas pelos movimentos sociais. A discussão final sobre a mobilidade territorial provê referenciais, tanto teóricos quanto empíricos, para fortalecer o debate sobre a dialética capital x trabalho no século XXI. 


Palavras-chave


Mobilidade territorial do trabalho; migrações internas; campesinato; assalariados rurais; agronegócio.

Texto completo:

PDF


 

 

 

INDEXAÇÕES E BASES BIBLIOGRÁFICAS 
 


                          
Gale
                       
ExLibris header image


APOIO

IPEA - Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada