REPRESENTAÇÕES SOCIAIS DO BAIRRO BRASIL NOVO EM PRESIDENTE PRUDENTE- SP

Autores

  • Ana Claudia Nogueira
  • Eda Maria Góes

DOI:

https://doi.org/10.35416/geoatos.v1i9.266

Resumo

Considerando os estereótipos criados acerca dos bairros periféricos como sendo “lugares perigosos” é que escolhemos pesquisar o Brasil Novo, um dos bairros periférico de Presidente Prudente, localizado na Zona Norte da cidade, que compreende uma área de baixa e média exclusão social. Os objetivos que procuramos atingir foram: investigar se os aparelhos urbanos do bairro atendem as necessidades de seus moradores e, principalmente, considerando os aspectos relacionados à insegurança, como a ocorrência de crimes violentos e a presença do tráfico de drogas costumam influenciar fortemente a imagem da periferia pobre das cidades. Diante disso, pretendemos caracterizar as representações sociais do Brasil Novo e identificar as relações que seus moradores estabelecem com as outras áreas e moradores da cidade, com base em entrevistas. Além disso, procuramos saber como o bairro é representado num jornal local a partir de matérias referentes ao Brasil Novo do período de 1990 a 2003. Para este tipo de pesquisa, valorizando o ponto de vista do entrevistado, suas experiências, bem como o papel da mídia na elaboração de determinadas imagens geradas sobre fatos, pessoas e lugares, adotamos a perspectiva das representações sociais. Assim, concluímos que tais representações se caracterizaram pela duplicidade, incluindo, simultaneamente, espaço para denúncias e reivindicações, por um lado, e estigmatização, por outro.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Como Citar

NOGUEIRA, A. C.; GÓES, E. M. REPRESENTAÇÕES SOCIAIS DO BAIRRO BRASIL NOVO EM PRESIDENTE PRUDENTE- SP. Geografia em Atos (Online), Presidente Prudente, v. 1, n. 9, 2011. DOI: 10.35416/geoatos.v1i9.266. Disponível em: https://revista.fct.unesp.br/index.php/geografiaematos/article/view/266. Acesso em: 29 maio. 2024.

Edição

Seção

Artigos