Estudo documental dos impactos ambientais de um parque eólico no município de Campo Formoso - BA

Autores

DOI:

https://doi.org/10.35416/2022.8852

Resumo

A gradativa busca por fontes renováveis de energia tem estimulado uma alarmante corrida pela instalação de parques eólicos no Estado da Bahia, e em especial no Semiárido baiano. Ao considerar as dialéticas relações de uso e ocupação do território, esta pesquisa objetiva analisar teoricamente os impactos ambientais referidos nos documentos do processo de licenciamento ambiental do parque eólico Ventos do Sertão, no município de Campo Formoso-BA. Para isso, realizou-se uma pesquisa de abordagem qualitativa, tendo como técnica a análise documental das licenças, pareceres e demais relatórios técnicos do referido empreendimento, com foco nos impactos ambientais. Os resultados indicam o cumprimento de determinadas condicionantes e a não descrição de alguns impactos ambientais negativos na documentação analisada. Ao final, os resultados encontrados sugerem um maior cuidado na instalação de parques eólicos no Semiárido baiano e indicam a necessidade da implementação de instrumentos de ordenamento ambiental mais rigorosos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Livia Silva Dantas, Universidade Federal do Vale do São Francisco (UNIVASF)

Licenciada em Ciências da Natureza da Universidade Federal do Vale do São Francisco (UNIVASF) Campus Senhor do Bonfim.

Sarah Andrade Sampaio, Universidade do Estado da Bahia (UNEB)

Mestre em Estudos Territoriais, pelo Programa de Pós-Graduação em Estudos Territoriais da Universidade do Estado da Bahia (UNEB - Campus I).

Sirius Oliveira Souza, Universidade Federal do Vale do São Francisco (UNIVASF)

Professor Adjunto do Curso de Licenciatura em Geografia da Universidade Federal do Vale do São Francisco (UNIVASF) Campus Senhor do Bonfim.

Referências

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE ENERGIA EÓLICA. Notícias sobre a energia eólica no Brasil. 2019. Disponível em: http://abeeolica.org.br/noticias/ccee-geracao-de-energia-por-usinas-eolicas-aumenta-147/ Acesso em: 10 de nov. 2019.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS – ABNT. NBR 10.151: Avaliação do Ruído em Áreas Habitadas Visando o Conforto da Comunidade. Rio de Janeiro. 2000.

AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA - ANEEL. Atlas da Energia Elétrica do Brasil. 2ª ed. Brasília, 2005.

ALVES, J. J. A. Análise regional da energia eólica no Brasil. G&Dr, Taubaté-SP, v. 6, p.165-188, abr. 2010.

ARAÚJO, C. da S. Os impactos socioambientais do empreendimento eólico em Comunidades de Fundo de Pasto no município de Campo Formoso-BA. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação) - Curso de Direito, Universidade Federal da Bahia, Salvador, 2017. 87 p.

ASSOCIAÇÃO DA COMUNIDADE TRADICIONAL DE FUNDO DE PASTO DA FAZENDA QUINA. Levantamento Socioeconômico da comunidade. 2017.

ASSUNÇÃO, H.; COSTA, S.; DANTAS, L.; GÓES, V.; RAMOS, C. Mapeamento Geomorfológico de semidetalhe da região entre Antônio Gonçalves e Campo Formoso, Bahia, Brasil. In: Anais do 27º SIMPÓSIO DE GEOLOGIA DO NORDESTE, Recife, 2017.

BAHIA. Decreto Estadual nº 14.024, de 06 de junho de 2012. Disponível em: http://www.legislabahia.ba.gov.br/documentos/decreto-no-14024-de-06-de-junho-de-2012 Acesso em: 11 abr. 2019.

BAHIA. Atlas Eólico da Bahia. Curitiba: Camargo Schubert. Salvador: SECTI, SEINFRA, CIMATEC/SENAI, 2013. Disponível em: http://www.cresesb.cepel.br/publicacoes/download/atlas_eolico/atlaseolicobahia2013.pdf. Acesso em: 13 abr. 2019.

BAHIA. Resolução n. 4.636/ 2018. Diário Oficial do Estado de 28 de setembro de 2018.

BARDIN, L. Análise de conteúdo Lisboa: Edições 70, 1977.

BRASIL. Lei n. 6.938, de 31 de agosto de 1981. Dispõe sobre a Política Nacional do Meio Ambiente, seus fins e mecanismos de formulação e aplicação, e dá outras providências. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l6938.htm . Acesso em: 11 maio 2019.

BRASIL. CONSELHO NACIONAL DE MEIO AMBIENTE. Resolução CONAMA nº 20, de 18 de junho de 1986. Diário Oficial da União [da] República Federativa do Brasil, 1986.

BRASIL. CONSELHO NACIONAL DE MEIO AMBIENTE. Resolução CONAMA n.1 de 08 de março de 1990. Brasília (DF), 1990.

BRASIL. Lei n. 10.438, de 26 de abril de 2002. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/LEIS/2002/L10438.htm . Acesso em: 11 maio 2019.

BRASIL. Lei n. 10.762, de 11 de novembro de 2003. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Leis/2003/L10.762.htm. Acesso em: 11 maio 2019.

BRASIL. CONSELHO NACIONAL DE MEIO AMBIENTE. Resolução CONAMA n. 462 de 24 de julho de 2014. Brasília (DF), 2014.

CENTRAL DAS ASSOCIAÇÕES AGRO-PASTORIS DE FUNDO E FECHO DE PASTO DA REGIÃO DE SENHOR DO BONFIM. Levantamento Socioeconômico. 2017.

COUTINHO, J. R. V. Aspectos analíticos no estudo de impactos gerados por ruídos e estruturas de aerogeradores. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação) - Curso de Física, Universidade Estadual do Ceará, Fortaleza, 2012.

DANTAS, A.L.F.; DANTAS, E.R.; CARDOSO, J.V.G.; SANTOS, I.D.J.; CRUZ, K.D.B. O impacto da energia eólica na geração de emprego e renda: Um estudo de caso no parque eólico da microrregião da Serra de Santana/RN. In: CONGRESSO INTERNACIONAL DE ADMINISTRAÇÃO GESTÃO ESTRATÉGICA: DA CRISE À OPORTUNIDADE, Natal - Rio Grande do Norte, 2016. Disponível em: http://www.admpg.com.br/2016/down.php?id=2229&q=1. Acesso em: 15 mar. 2019.

GIL, A. C. Como elaborar projetos de pesquisa. 4. ed. - São Paulo: Atlas, 2002.

GIPE, P. Wind Energy Comes of Age. Editora: John Wiley & Sons, Inc., USA, New York, 1995.

GOLDEMBERG, J.; LUCON, O. Energia e meio ambiente no Brasil. Estudos avançados, v. 21, n. 59, p. 7-20, 2007.

GORAYEB, A, BRANNSTROM, C. Toward Participatory Management Of Renewable Energy Resources (Wind-Farm). Northeastern Brazil. Mercator, 15 n.1, 101-115. 2016.

GUIMARÃES, R. M. Empregos verdes: O caso do parque eólico na Bahia. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação) - Curso de Economia, Universidade Federal da Bahia, Salvador, 2013. 72 f.

IBGE. Cidades IBGE. 2019. Disponível em: https://cidades.ibge.gov.br/brasil/ba/campo-formoso/panorama. Acesso em: 15 jul. 2019.

INATOMI, T. A. H.; UDAETA, M. E. M. Análise dos Impactos Ambientais na Produção de Energia dentro do Planejamento Integrado de Recursos. In: III WORKSHOP INTERNACIONAL BRASIL - JAPÃO: IMPLICAÇÕES REGIONAIS E GLOBAIS EM ENERGIA, MEIO AMBIENTE E DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL, 2005, Campinas - Brasil. Anais do III Workshop Internacional Brasil - Japão: Implicações Regionais e Globais em Energia, Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, 2005.

INSTITUTO DO MEIO AMBIENTE E RECURSOS HÍDRICOS -INEMA. Parecer Técnico Licença de Operação. Salvador- Bahia, 2015.

LOPES, T. S. A. Impactos negligenciados da hidroeletricidade e energia eólica no Brasil. 2017. 126 f. Dissertação (Mestrado) - Curso de Energia e Meio Ambiente, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2017.

MENDONÇA, F.; DANNI-OLIVEIRA, I. M. Climatologia: noções básicas e climas do Brasil. São Paulo: Oficina de Textos, 2017.

MOREIRA, R. N. et al. Energia eólica no quintal da nossa casa!? Percepção ambiental dos impactos socioambientais na instalação e operação de uma usina na Comunidade de Sítio do Cumbe em Aracati-CE. Revista de Gestão Ambiental e Sustentabilidade, São Paulo, v. 2, p.45-79, jun. 2013.

PEREIRA, P. B. A. Planejamento e controle na construção civil de parques eólicos: proposta exploratória de uma abordagem híbrida de gerenciamento de projetos. 2016. 116 f. Dissertação (Mestrado) - Curso de Engenharia de Produção, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2016.

PINTO, M. O. Fundamentos da Energia Eólica. Rio de Janeiro: LTC, 2013.

PINTO, L. I. C.; MARTINS, F. R.; PEREIRA, E. B. O mercado brasileiro da energia eólica, impactos sociais e ambientais. Ambiente & Água, Taubaté, v. 6, p.1083-1100, dez. 2017.

PORTO, T. J.; BRAZIL, T. K.; LIRA-DA-SILVA, R. M. Scorpions, State of Bahia, North Eastern Brazil. CheckList, [S.l.], v. 6, n. 2, p. 292-297, maio 2010.

RADAMBRASIL, Projeto. Folhas SC 24/25 - Aracaju/Recife. Rio de Janeiro: MME/SG. Projeto RADAMBRASIL, 1983.

RAMALHO, C. I. et al. Flora arbóreo-arbustiva em áreas de Caatinga no Semi-Árido baiano, Brasil. Revista Caatinga, v. 22, n. 3, 2009.

RENOVÁVEIS, Atlantic Energias. Complexo Eólico de Morrinhos. 2017. Disponível em: . Acesso em: 28 maio 2019.

RIBEIRO, G. L. Parques eólicos: Impactos socioambientais provocados na região da praia do Cumbe, no município de Aracati Ceará. 2013. 154 f. Tese (Doutorado) - Curso de Geociências e Ciências Exatas, Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, Rio Claro-SP, 2013.

ROSS, J. L.S. Ecogeografia do Brasil: Subsídios para planejamento ambiental. 1ª ed. Editora Oficina de Textos, São Paulo 2006.

ROY, S. B.; TRAITEUR, J. J. Impacts of wind farms on surface air temperatures. Proceedings of the National Academy of Sciences, v. 107, n. 42, p. 17899-17904, 2010.

SAIDUR, R.; RAHIM, N. A.; ISLAM, M. R.; SOLANGI, K. H. Environmental impact of wind energy. Renewable and Sustainable. Energy Reviews, v. 15, p. 2423-2430, 2011.

SERTÃO ENERGIAS RENOVÁVEIS (Brasil). Plano de Desmatamento da Vegetação. Campo Formoso, 2014.

SERTÃO ENERGIAS RENOVÁVEIS (Brasil). Relatório de Execução do Contratação e Capacitação da Mão de Obra. Campo Formoso, 2014.

SERTÃO ENERGIAS RENOVÁVEIS (Brasil). Relatório de Execução do Programa de Controle e Monitoramento de Ruído. Campo Formoso, 2014.

SERTÃO ENERGIAS RENOVÁVEIS (Brasil). Relatório dos Dados de Monitoramento da Avifauna. Campo Formoso, 2014.

SERTÃO ENERGIAS RENOVÁVEIS (Brasil). Relatório do Programa de Sinalização e Controle do Tráfego. Campo Formoso, 2014.

SILVA, L. A.; DANTAS, M. A. T.; ARAÚJO, A. V. Registro e análise tafonômica de pequenos e médios mamíferos em cavernas na Bahia. In: RASTEIRO, M.A.; TEIXEIRA-SILVA, C.M.; LACERDA, S.G. (orgs.). ANAIS DO IV CONGRESSO BRASILEIRO DE ESPELEOLOGIA, 34, 2017. Ouro Preto. Campinas: SBE, 2017. p.575-579.

SIMAS, M.; PACCA, S. Energia eólica, geração de empregos e desenvolvimento sustentável. Estudos Avançados, v. 27, n. 77, p. 99-116, 2013.

SOUZA, L. L. de et al. Análise do impacto ambiental causado pela geração de energia eólica. Brasil Engenharia, São Paulo, n. 625, p.79-82, 2015.

SOUZA, S. O. Proposta de zoneamento geoambiental como subsídio ao planejamento do uso e da ocupação na Região Costa das Baleias (Bahia). Tese (Doutorado em Geociências). UNICAMP – Campinas, 2017.

STAUT, F. O processo de implantação de parques eólicos no Nordeste brasileiro. Dissertação (Mestrado) - Curso de Engenharia Ambiental Urbana, Universidade Federal da Bahia, Salvador, 2011.

ZANELLA, L. C. H. Metodologia da Pesquisa. 2. ed. Florianópolis: Universidade Federal de Santa Catarina, 2011. 134 p.

Downloads

Publicado

2022-11-26

Como Citar

DANTAS, L. S.; SAMPAIO, S. A.; SOUZA, S. O. Estudo documental dos impactos ambientais de um parque eólico no município de Campo Formoso - BA. Geografia em Atos (Online), Presidente Prudente, v. 6, 2022. DOI: 10.35416/2022.8852. Disponível em: https://revista.fct.unesp.br/index.php/geografiaematos/article/view/8852. Acesso em: 23 fev. 2024.

Edição

Seção

Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)