“E A CIGANA ANALFABETA LENDO A MÃO DE PAULO FREIRE”: REFLEXÕES ACERCA DA FORMAÇÃO DE LEITORES NA SOCIEDADE CONTEMPORÂNEA

Autores

  • Ana Lúcia Espíndola

DOI:

https://doi.org/10.14572/nuances.v10i11/12.390

Resumo

Este trabalho, parte da tese de doutorado defendida em
março de 2003, na Universidade de São Paulo, centra-se no
objetivo de discutir a importância da formação de leitores na
sociedade contemporânea e o papel desempenhado pela escola nesse processo. Para dar conta de tal objetivo, primeiramente, buscamos compreender, como o uso da escrita – enquanto instrumento cultural utilizado pela humanidade – influenciou o desenvolvimento do pensamento  humano e, em segundo lugar, caminhamos na direção de tentar compreender como os homens se  relacionaram com a escrita em momentos históricos diferentes e o papel do leitor em diferentes contextos. Nossa investigação teórica aponta para a existência de uma grande ruptura, na sociedade letrada, entre oralidade e escrita.  Tal ruptura reflete-se na escola. Por outro lado, cabe à escola um papel importante no processo de formação de leitores tendo em vista que, embora não seja a escrita portadora de todas as virtudes, sua aquisição e domínio podem ser encarados como importantes no processo de luta contra as desigualdades.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

04-07-2011

Como Citar

ESPÍNDOLA, A. L. “E A CIGANA ANALFABETA LENDO A MÃO DE PAULO FREIRE”: REFLEXÕES ACERCA DA FORMAÇÃO DE LEITORES NA SOCIEDADE CONTEMPORÂNEA. Nuances: Estudos sobre Educação, Presidente Prudente, v. 10, n. 11/12, 2011. DOI: 10.14572/nuances.v10i11/12.390. Disponível em: https://revista.fct.unesp.br/index.php/Nuances/article/view/390. Acesso em: 30 nov. 2022.

Edição

Seção

Dossiê