Linguagem, Educação E Formação De Professores

Maria de Fátima B. Abdalla

Resumo


Este texto faz uma leitura critica sabre a relação linguagem e educação, procurando rever algumas praticas de ensino de língua materna – leitura, produção de textos e análise lingüística (como pratica de reflexão sabre a língua) – com o intuito de repensar a formação de professores. Para isso, apresenta algumas implicações éticas na relação entre linguagem e educação, tecendo comentários a respeito da estigmatização das variedades lingüísticas e das implicações da oralidade na escrita, procurando desmistificar algumas práticas habituais que se traduzem no ensino de metalinguagem, apontando para a necessidade de se vivificar a troca de experiências em sala de aula.


Palavras-chave


Linguagem; Educação; Formação de Professores; Troca de Experiências.

Texto completo:

Artigo


DOI: https://doi.org/10.14572/nuances.v4i4.68


Revista Eletrônica do Programa de Pós-Graduação em Educação e do Departamento de Educação da Faculdade de Ciências e Tecnologia/Unesp - Presidente Prudente.

Retornar ao portal de revistas
Menor Menor Médio Médio Maior Maior
Facebook Facebook Revista Nuances
Email nuances.fct@gmail.com