A ESCOLA NACIONAL FLORESTAN FERNANDES: TERRITÓRIO DE RESISTÊNCIA IMATERIAL DOS MOVIMENTOS SOCIOTERRITORIAIS / The Florestan Fernandes National School: territory of immaterial resistance of socio-territorial movements / La Escuela Nacional Florestan Fernandes: territorio de resistencia inmaterial de los movimientos socio-territoriales

Autores

  • Rodrigo Simão Camacho

DOI:

https://doi.org/10.47946/rnera.v0i57.8501

Palavras-chave:

Escola Nacional Florestan Fernandes, movimentos socioterritoriais, resistência.

Resumo

Este artigo tem o objetivo de refletir sobre a importância que tem a Escola Nacional Florestan Fernandes (ENFF) enquanto um território de resistência imaterial dos movimentos socioterritoriais, sobretudo, camponeses da América Latina. A pesquisa na ENFF foi desenvolvida a partir de observação-participante e entrevistas, por meio de um questionário semiestruturado, com coordenadores, lideranças de movimentos sociais e militantes-estudantes da escola no período das duas pesquisas de campo: julho de 2010 e 2011. A ENFF tem como principal objetivo a formação de consciência crítica visando a construção de uma sociedade com igualdade social e sustentabilidade ambiental. Está localizada no município de Guararema, SP. Foi construída em regime de mutirão com o trabalho voluntário de militantes de todo o país. Funciona em regime de autogestão mantida por militantes de movimentos sociais e pela Associação dos Amigos da Escola Nacional Florestan Fernandes.


Como citar este artigo:

CAMACHO, Rodrigo Simão. A Escola Nacional Florestan Fernandes: território de resistência imaterial dos movimentos socioterritoriais. Revista NERA, v. 24, n. 57, p. 185-209, Dossiê I ELAMSS, 2021.


Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2021-04-27

Como Citar

Camacho, R. S. (2021). A ESCOLA NACIONAL FLORESTAN FERNANDES: TERRITÓRIO DE RESISTÊNCIA IMATERIAL DOS MOVIMENTOS SOCIOTERRITORIAIS / The Florestan Fernandes National School: territory of immaterial resistance of socio-territorial movements / La Escuela Nacional Florestan Fernandes: territorio de resistencia inmaterial de los movimientos socio-territoriales. REVISTA NERA, (57), 185–209. https://doi.org/10.47946/rnera.v0i57.8501

Edição

Seção

ARTIGOS