A EDUCAÇÃO EM AGROECOLOGIA E AS DISPUTAS DE CLASSE NO ENSINO SUPERIOR: ESTUDO DE CASO DE FORMAÇÕES PIONEIRAS INSTITUÍDAS EM UNIVERSIDADES PÚBLICAS BRASILEIRAS/ Education in agroecology and class disputes in higher education: a case study of pioneer training instituted in Brazilian public universities/ Educación en agroecología y disputas de clase en educación superior: un estudio de caso de capacitación pionera instituida en universidades públicas brasileñas

Autores

DOI:

https://doi.org/10.47946/rnera.v0i55.7036

Palavras-chave:

Luta de classes, contra-hegemonia, universidade, agroecologia.

Resumo

O objetivo deste trabalho é debater os desafios e contradições gerados pela inserção da educação em agroecologia na universidade brasileira. Para tanto foi desenvolvido um estudo de caso de duas importantes graduações em agroecologia inicialmente implantadas em universidades públicas em nosso país. Foram realizadas entrevistas semiestruturadas com professores responsáveis pela construção dos cursos, assim como a análise documental dos Projetos Políticos Pedagógicos dos mesmos. Os resultados da pesquisa apresentados neste ensaio revelam que a inserção da agroecologia nas universidades estudadas gerou e tem gerado tensionamentos que estão presentes nas instituições de ensino superior como um todo. No estudo o conflito se revelou pela tendência dominante em adaptar as formações à lógica de mercado, por meio do modelo de ensino tecnicista e empreendedor predominante nas ciências agrárias. Em contra-hegemonia a esta tendência, a educação em agroecologia estrutura uma proposta de formação mais humana e crítica para dentro da universidade, com projetos de curso que enfrentam o modelo dominante e tem o desafio de produzir conhecimento e formar profissionais necessários à transição agroecológica dos sistemas produtivos.

 

Como citar este artigo: 

TROILO, Gabriel; ARAÚJO, Maria Nalva Rodrigues. A educação em agroecologia e as disputas de classe no ensino superior: estudo de caso de formações pioneiras instituídas em universidades públicas brasileiras. Revista NERA, v. 23, n. 55, p. 294-321, set.-dez., 2020.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Gabriel Troilo, Universidade Estadual Paulista "Júlio Mesquita Filho" (UNESP) Escola Família Agrícola do Sertão (EFASE)

Possui graduação (licenciatura e bacharelado) em Ciências Biológicas pela Universidade Estadual de Londrina (2008), pós-graduação (especialização) em Educação do Campo e Desenvolvimento Territorial do Semiárido Brasileiro pela Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (2013) e Mestrado em Geografia pelo programa de Desenvolvimento Territorial da América Latina e Caribe, da Universidade Estadual Paulista Júlio Mesquita Filho (UNESP)/ Escola Nacional Florestan Fernandes/ Via Campesina. Tem experiência na área de educação popular e educação do campo com ênfase em agroecologia e manejo de ambientes naturais. Atuou profissionalmente como educador popular em projeto de extensão universitária com comunidades rurais e como Educador na Escola Família Agrícola do Sertão (EFASE). Atualmente é docente efetivo na Rede de Educação Básica do Estado da Bahia, e coordenador do Centro Vocacional Tecnológico Fundos de Pasto, implementando ações de difusão de tecnologias sociais de convivência com o semiárido nos territórios rurais de Monte Santo, Bahia. É docente colaborador do programa de pós-graduação em Educação do Campo do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Baiano, campus de Serrinha e faz parte do Grupo de Estudo e Pesquisa em Lavouras Xerófilas [XERÓFILAS / IFBaiano.

Maria Nalva Rodrigues de Araújo, Universidade do Estado da Bahia - UNEB

Possui graduação em Ciências Sociais pela Fundação Educacional Nordeste Mineiro (1987), mestrado em Ciências e Práticas Educativas pela Universidade de Franca (2000) e doutorado em Educação pela Universidade Federal da Bahia (2007). Atualmente é Professora Titular da Universidade do Estado da Bahia- UNEB/Departamento de Educação Campus X/ DEDC X. É professora colaboradora da Universidade Estadual Paulista ?Júlio De Mesquita Filho? -UNESP atuando no Programa de Pós graduação em desenvolvimento territorial da América Latina e Caribe- TerritoriAL . Professora colaboradora do Mestrado Profissional em Educação do campo da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia/ UFRB/ Centro de Formação de professores-CFP. Parecerista ad hoc da Universidade Estadual de Santa Cruz. Membro da Comissão Pedagógica do PRONERA do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária. É professora voluntária Escola Nacional Florestan Fernandes ?ENFF. Tem experiência na área de Sociologia, Sociologia e Educação com ênfase em Movimentos Sociais, atuando principalmente nos seguintes temas: educação do campo, educação de jovens e adultos, educação do MST, universidade e movimentos sociais. (Texto informado pelo autor)

Downloads

Publicado

2020-09-08

Como Citar

Troilo, G., & Araújo, M. N. R. de. (2020). A EDUCAÇÃO EM AGROECOLOGIA E AS DISPUTAS DE CLASSE NO ENSINO SUPERIOR: ESTUDO DE CASO DE FORMAÇÕES PIONEIRAS INSTITUÍDAS EM UNIVERSIDADES PÚBLICAS BRASILEIRAS/ Education in agroecology and class disputes in higher education: a case study of pioneer training instituted in Brazilian public universities/ Educación en agroecología y disputas de clase en educación superior: un estudio de caso de capacitación pionera instituida en universidades públicas brasileñas. REVISTA NERA, (55), 294–321. https://doi.org/10.47946/rnera.v0i55.7036

Edição

Seção

ARTIGOS