A CENTRALIDADE DA DISPUTA PELA TERRA NA QUESTÃO AGRÁRIA BRASILEIRA/The centrality of the land dispute in the brazilian agrarian question

Autores

DOI:

https://doi.org/10.47946/rnera.v0i46.5831

Palavras-chave:

Questão agrária, reforma agrária, acampamentos, luta pela terra.

Resumo

O principal objetivo desse artigo é realizar um debate sobre a questão agrária e a centralidade da luta pela terra no Brasil. Inicialmente, partindo das reflexões da concepção de terra e capital, bem como os fundamentos da expansão das relações capitalistas no campo e as contradições geradas entre o capital, a propriedade da terra e os trabalhadores rurais sem terra. A partir dessas considerações, faremos uma análise da proposta de reforma agrária, defendida pelo sindicalismo rural como forma de acesso a terra. Além disso, demonstraremos que os surgimentos dos acampamentos se constituem num período de crise de representatividade dos trabalhadores rurais, sendo o processo emergente da organização de acampamentos como forma de luta pela terra. A proposta é interpretar a questão agrária e os desdobramentos desse processo na formação de acampamentos como resultado do problema instituído no meio rural brasileiro

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Douglas Menezes de Oliveira, Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD)

Mestrando em Sociologia pela Universidade Federal da Grande Dourados (PPGS/UFGD). Pesquisador vinculado ao Laboratório Interdisciplinar de Estudos sobre a América Latina (LIAL/FCH/UFGD)

Downloads

Publicado

2019-01-17

Como Citar

Menezes de Oliveira, D. (2019). A CENTRALIDADE DA DISPUTA PELA TERRA NA QUESTÃO AGRÁRIA BRASILEIRA/The centrality of the land dispute in the brazilian agrarian question. REVISTA NERA, (46), 195–217. https://doi.org/10.47946/rnera.v0i46.5831

Edição

Seção

ARTIGOS