ESCRITAS DE OUVIDO: O MANEJO “SUSTENTADO” DE MADEIRA EM XAPURI/AC/Writing hearing people: the management "sustainable" wood in Xapuri/AC/Escrito por el oído: la madera gestión "sostenible" en Xapuri/AC

Autores

  • Carlos Estevão Ferreira Castelo Universidade Federal do Acre

DOI:

https://doi.org/10.47946/rnera.v0i33.3494

Palavras-chave:

Movimentos Sociais, Questão Agrária

Resumo

Nesse texto o objetivo é analisar a problemática do “manejo sustentado de madeira” em Xapuri/AC, atividade econômica que foi privilegiada pelo grupo político que assumiu o governo acreano em 1999. Para realizar as argumentações, utilizou-se parte de histórias de vida de seringueiros que vivem em duas áreas “protegidas” no município do Acre que se tornou simbolo do “ambientalismo” (Projeto de Assentamento Agroextrativista Chico Mendes e Reserva Extrativista Chico Mendes). O artigo é resultado de uma pesquisa de maior fôlego desenvolvida durante o processo de doutoramento em História Social na Universidade de São Paulo – USP. Uma experiência de História Oral com seringueiros que buscou colocar em evidência os impactos provocados por processos de “modernidade” (ou “modernização”) nos seus de modos de viver, no período de 1988 a 2012.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Carlos Estevão Ferreira Castelo, Universidade Federal do Acre

Pesquisador do Grupo História e Cultura, Linguagem, Identidade e Memória(GPHCLIM/UFAC/CNPq).Professor Associado 2 do Centro de Ciências Jurídicas e Sociais Aplicadas da Universidade Federal do Acre (CCJSA/UFAC)

Downloads

Publicado

2016-12-28

Como Citar

Castelo, C. E. F. (2016). ESCRITAS DE OUVIDO: O MANEJO “SUSTENTADO” DE MADEIRA EM XAPURI/AC/Writing hearing people: the management "sustainable" wood in Xapuri/AC/Escrito por el oído: la madera gestión "sostenible" en Xapuri/AC. REVISTA NERA, (33), 12–29. https://doi.org/10.47946/rnera.v0i33.3494

Edição

Seção

ARTIGOS