ASSENTAMENTOS RURAIS NO TERRITÓRIO DA CANA: CONTROVÉRSIAS EM CENA

Autores

  • Vera Lúcia Silveira Botta Ferrante Universitário de Araraquara

DOI:

https://doi.org/10.47946/rnera.v0i11.1409

Palavras-chave:

assentamentos rurais, impactos e trama de tensões, expansão da cana, políticas públicas de segurança alimentar, questão ambiental.

Resumo

A controversa presença da cana nos assentamentos rurais nos últimos anos exige uma cuidadosa reflexão sobre sua interferência no modo de vida dos assentados e na relação dos assentamentos com a dinâmica do desenvolvimento regional. A presença da cana nos assentamentos tem suscitado ao longo desse período conflitos internos, discussões, nada consensuais, sobre o passado/ presente/ futuro dessas experiências. A análise da parceria com as agroindústrias é atravessada, do nosso ponto de vista, pela noção de trama de tensões. Nos termos em que a parceria vem se concretizando, temos discutido a necessidade de desconstrução desse conceito calcado na matriz teórica de capital social e a importância de submeter ao crivo analítico as desigualdades constitutivas desta polêmica integração dos assentados às usinas de açúcar e álcool, bem como a construção de uma agenda de políticas públicas de segurança alimentar, pautada nos princípios da produção agroecológica de alimentos, na valorização da produção regional e na inclusão social de produtores familiares assentados e trabalhadores rurais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Como Citar

Ferrante, V. L. S. B. (2012). ASSENTAMENTOS RURAIS NO TERRITÓRIO DA CANA: CONTROVÉRSIAS EM CENA. REVISTA NERA, (11), 61–80. https://doi.org/10.47946/rnera.v0i11.1409

Edição

Seção

ARTIGOS