Pós-extrativismo e decrescimento: formas de pensar a superação do capitalismo

Autores

DOI:

https://doi.org/10.35416/geoatos.2022.8698

Resumo

Este texto busca apresentar as questões mais relevantes tratadas no livro “Pós-extrativismo e decrescimento: saídas do labirinto capitalista”, de Alberto Acosta e Ulrich Brand (2018). Por abordarem a crise socioambiental e civilizatória promovida pelo modo de produção capitalista, esses autores apresentam noções e conceitos, formulados no Norte e Sul globais, que podem auxiliar na busca por alternativas de melhores condições de vida a todos os seres, pautadas pela plena emancipação e dignidade da vida. Complementarmente, busca-se dialogar as teses apresentadas por Acosta e Brand com outros pensadores que se preocupam com a temática ambiental e identificam no capitalismo um paradigma a ser superado.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Guilherme Pereira Cocato, Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Estadual Paulista (FCT/UNESP)

Mestrando em Geografia pela Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Estadual Paulista (FCT/UNESP)

Referências

ACOSTA, A. O Bem Viver: uma oportunidade para imaginar outros mundos. São Paulo: Elefante, 2016.

ACOSTA, A.; BRAND, U. Pós-extrativismo e decrescimento: saídas do labirinto capitalista. São Paulo: Elefante, 2018.

DARDOT, P.; LAVAL, C. A nova razão do mundo: ensaio sobre a sociedade neoliberal. São Paulo: Boitempo, 2016.

GALEANO, E. As veias abertas da América Latina. Porto Alegre: L&PM, 2012.

LANG, M.; DILGER, G.; PEREIRA FILHO, J. Descolonizar o imaginário: debates sobre pós-extrativismo e alternativas ao desenvolvimento. São Paulo: Elefante, 2016.

LEFEBVRE, H. Contra los tecnocratas. Buenos Aires: Granica, 1972.

MARX, K. Crítica do Programa de Gotha. São Paulo: Boitempo, 2012.

SOUZA, M. L. Ambientes e territórios: uma introdução à ecologia política. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2019.

SVAMPA, M. As fronteiras do neoextrativismo na América Latina: conflitos socioambientais, giro ecoterritorial e novas dependências. São Paulo: Elefante, 2019.

Downloads

Publicado

2022-04-06

Como Citar

Cocato, G. P. (2022). Pós-extrativismo e decrescimento: formas de pensar a superação do capitalismo. Geografia Em Atos (Online), 6, 1–8. https://doi.org/10.35416/geoatos.2022.8698

Edição

Seção

Resenhas