DE INCÊNDIOS E ESPECIALIZAÇÃO PRODUTIVA. SOBRE O AGRONEGÓCIO FLORESTAL EXPORTADOR NO CHILE/Wildfires and production specialization About exporter forestry agribusiness in Chile

Silvia Beatriz Adoue

Resumo


O artigo trata dos incêndios acontecidos nas plantações florestais do Chile em janeiro de 2017. O contexto é de expansão do negócio exportador de celulose e de integração progressiva do território centro e sul do país à cadeia produtiva que, a partir de 1973, impõe crescente abandono das culturas destinadas à produção de alimentos para consumo interno ou mesmo para exportação. Essa configuração produtiva foi fomentada por meio de políticas de Estado. As comunidades mapuche, sua luta pela recuperação de território e suas práticas econômicas que constituem uma fronteira material e ideológica a essa integração. Os incêndios, cujos prejuízos afetaram fundamentalmente os pequenos e médios produtores, revelam de maneira escancarada o caráter destrutivo da matriz produtiva exportadora, cujo viés extrativista se afirma sobre atividades econômicas agropecuárias que predominavam desde o período colonial.


Palavras-chave


agroindústria florestal; Chile; integração às cadeias produtivas; recuperações mapuche.

Texto completo:

PDF


 

 

INDEXAÇÕES E BASES BIBLIOGRÁFICAS 
 
          

 Resultado de imagem para gale a cengage company          

 

 

APOIO
                       
ExLibris header image




IPEA - Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada