Impasses sobre a urbanização e a produção de água no Sistema Produtor Alto Tietê: estudos sobre a evolução da mancha urbana e impactos ambientais no município de Suzano-SP

Eduardo Martins Vallim, Luciana Rodrigues Fagnoni Costa Travassos

Resumo


Resumo

O avanço da urbanização na Região Metropolitana de São Paulo traz consigo um grande impasse entre a preservação dos recursos hídricos e a política habitacional adotada nesta região. O modelo de urbanização caracterizado pela lógica de acumulação fordista excludente tem levado um estado de bem estar social a uma parcela restrita da população. Atrelados ao rápido crescimento urbano e o aumento da demanda tem-se a supervalorização dos imóveis nesta região, induzindo desta forma a ocupação das áreas mais periféricas, como as áreas de mananciais, locais de interesse ambiental e restrição ao provimento de infraestrutura e à atuação do mercado formal de terras, ocasionando assim no aumento da irregularidade. Este processo é evidenciado no município de Suzano-SP, localizado na região e que integra o Sistema Produtor Tietê Cabeceiras. A evolução da mancha urbana nesta região, principalmente sobre as áreas de mananciais como a represa Taiaçupeba, demanda grande atenção do poder público no sentido de prover políticas habitacionais de caráter inclusivo, juntamente com a preservação dos recursos hídricos.


Texto completo:

PDF


Direitos autorais 2019 Geografia em Atos (Online)

 ISSN: 1984-1647

E-mail para contato: geoatos.editorial@gmail.com

 

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.

  

INDEXADORES E BASES BIBLIOGRÁFICAS

       BASE LogoResultado de imagem para PERIÓDICOS CAPESResultado de imagem para sumarios.orgResultado de imagem para redib

 
 
  1. Resultado de imagem para DRJI                                                    Resultado de imagem para MIAR INDEXADORResultado de imagem para latindexResultado de imagem para google scholar Resultado de imagem para J4F INDEXADOR