A INFLUÊNCIA DA GEOGRAFIA TEORÉTICA-QUANTITATIVA NA TRANSFORMAÇÃO TEÓRICA DO CONCEITO DE NATUREZA EM RECURSOS NATURAIS NOS LIVROS DIDÁTICOS DE GEOGRAFIA DO ENSINO FUNDAMENTAL

Tulio Barbosa

Resumo


O presente trabalho é resultado dissertação de mestrado cujo objetivo principal é analisar os livros didáticos de Geografia do Ensino Fundamental quanto ao emprego e utilização do conceito de natureza. Nesse trabalho identifica-se a transformação do conceito de natureza entendido pela Nova Geografia como recursos naturais, ou seja, a natureza está inserida na lógica capitalista, logo a mesma era compreendida cientificamente desde que tivesse uma aplicação prática. Segundo a metodologia quantitativista a natureza é importante para o desenvolvimento econômico da região ou mesmo do país cujos elementos são explorados. Procuramos apontar nos livros didáticos de Geografia do Ensino Fundamental pontos importantes que identificassem a lógica da exploração capitalista da natureza justificada conceitualmente como recursos naturais. Para isso analisamos os livros didáticos da Quinta Série do Ensino Fundamental dos respectivos autores: Sene e Moreira (Trilhas da Geografia); Diamantino, Douglas e Marcos (Geografia: Ciência do Espaço); Araújo, Guimarães, Ribeiro (Construindo a Geografia). Assim, identificamos em alguns dos livros citados anteriormente uma postura conceitual quanto à natureza enquanto recursos naturais, conseqüentemente para os alunos há uma transferência teórica falaciosa da natureza como objeto para ser explorado livremente pelo homem.


Texto completo:

Artigo


Direitos autorais

 ISSN: 1984-1647

E-mail para contato: revistageoatos@gmail.com

   Indexadores: (Em breve)