DESIGUALDADES POR SETORES CENSITÁRIOS NO ESPAÇO URBANO DO MUNICÍPIO DE BARREIRAS-BA

Autores

DOI:

https://doi.org/10.35416/2024.9059

Palavras-chave:

Cidade, Espaço Urbano, Produção Agroindustrial , Questões Econômicas , Desigualdades

Resumo

A produção de uma cidade decorre dos processos de apropriação e transformação de seu espaço físico, através do trabalho humano realizado em meio a conflitos, embates e lutas de classe. As contradições imbricadas nas ações dos diferentes segmentos sociais, que se produzem, reproduzem e se perpetuam constantemente na cidade, se revelam na paisagem urbana por meio da materialização das desigualdades que se manifestam em tempos, escalas e espaços diversos. Nesse sentido, este artigo tem como objetivo discutir algumas implicações negativas que impactaram o espaço social da cidade de Barreiras, e são escancaradas nas disparidades e desigualdades socioeconômicas apontadas pelos setores censitários, com base nos indicadores de renda, na alfabetização e no número de banheiros por domicílios. A questão central da referida análise é a confluência entre a relevância econômica da cidade de Barreiras, devida à pujante produção agroindustrial, e às disparidades socioeconômicas evidenciadas pelos indicadores aludidos anteriormente.

 

Palavras-chave: Cidade; Espaço urbano; Produção agroindustrial; Questões socioeconômicas; Desigualdades. 

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Joelia Silva dos Santos, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia - IFBA - Campus Barreiras

Graduada em Geografia pela Universidade do Estado da Bahia - DCH campus V. Mestre em Planejamento Territórial pela Universidade Estadual de Feira de Santana- Ba.

Matheus Silva de Oliveira, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia - IFBA - Campus Barreiras

Estudante do curso Técnico em Alimentos do IFBA - Campus Barreiras.

Referências

ABREU, Maurício de Almeida. Pensando a cidade no Brasil do passado. In: CASTRO, Iná Elias de; GOMES, Paulo Cesar da Costa; CORRÊA, Roberto Lobato (org.). Brasil: questões atuais da regionalização do território. 5 ed. Rio de Janeiro: Bertrand, 2008.

AMORIM FILHO, Oswaldo; SERRA, Rodrigo Valente. Evolução e perspectivas do papel das cidades médias no planejamento urbano e regional. In: ANDRADE, Thompson Almeida; SERRA, Rodrigo Valente (org.). Cidades médias brasileiras. Rio de Janeiro: IPEA, 2001.

AMORIM, Américo Nobre Gonçalves Ferreira. Desigualdade social, alfabetização, letramento e a importância da avaliação nacional de alfabetização. Revista da Escola, Professor, Educação e Tecnologia, v. 1, 2019.

BAHIA. Ministério Público. MP denuncia juiz, advogados e empresário envolvidos na “Operação Faroeste" por corrupção e lavagem de dinheiro. Salvador: MPBA, 17 jul. 2021. Disponível em: https://www.mpba.mp.br/noticia/58002. Acesso: 17 jul. 2021.

BARREIRAS. In: ENCICLOPÉDIA DOS MUNICÍPIOS BRASILEIROS. Rio de Janeiro: IBGE, 1958. v. 20, p. 65-69. [Planejada e orientada por Jurandyr Pires Ferreira]. Disponível em: http://biblioteca.ibge.gov.br/visualizacao/livros/liv27295_20.pdf. Acesso em: 10 maio

BARREIRAS. Prefeitura Municipal. Síntese do plano diretor urbano. Barreiras: PLANNUS, 2004. Disponível em: https://barreiras.ba.gov.br/wp-content/uploads/2015/11/PDDU-RT-4-Relat%C3%B3rio-do-S%C3%ADntese-do-PDU2.pdf. Acesso: 29. jun. 2021.

BUENO, Edir de Paiva. O índice de desenvolvimento humano (IDH): avaliação de seus pressupostos teóricos e metodológicos. Boletim Goiano de Geografia, Goiânia, v. 27, n. 3, p. 49-69, jul./dez. 2007.

CARLOS, Ana Fani Alessandri. A cidade. São Paulo: Contexto, 9. ed. 2019a. (Coleção Repensando a Geografia).

CARLOS, Ana Fani Alessandri. Da “organização” à “produção” do espaço no movimento do pensamento geográfico. In: CARLOS, Ana Fani Alessandri; SOUZA, Marcelo Lopes de; SPOSITO, Maria Encarnação Beltrão (org.). A produção do espaço urbano: agentes e processos, escalas e desafios. São Paulo: Contexto, 2019b.

CONTE, Cláudia Heloiza. Cidades médias: discutindo o tema. Sociedade e Território, Natal, v. 25, n. 1, p. 45 - 61, jan./jun. 2013.

CORRÊA, Roberto Lobato. O espaço urbano. 4. ed. São Paulo: Editora Ática, 2004.

CORRÊA, Roberto Lobato. Segregação residencial: classes sociais e espaço urbano. In: VASCONCELOS, Pedro de Almeida; CORRÊA, Roberto Lobato; PINTAUDI, Silvana Maria (org.). A cidade contemporânea: segregação espacial. São Paulo, SP: Contexto, 2018.

DISTRITO FEDERAL. Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios. Grilagem. Brasília: TJDFT, 2021. Disponível em: https://www.tjdft.jus.br/institucional/imprensa/campanhas-e-produtos/direito-facil/edicao-semanal/grilagem. Acesso em: 10 maio 2020.

ELIAS, Denise; PEQUENO, Renato. (Re) estruturação urbana e desigualdades socioespaciais em região e cidade do agronegócio. GEOgraphia, v. 17, n. 35, p. 10-39, 2015.

ELIAS, Denise; PEQUENO, Renato. Desigualdades socioespaciais nas cidades do agronegócio. Revista Brasileira de Estudos Urbanos e Regionais (RBEUR), v. 9, n. 1, p. 25-39, maio 2007.

FREDERICO, Samuel. As cidades do agronegócio na fronteira agrícola moderna brasileira. Caderno Prudentino de Geografia, Presidente Prudente, v. 1, n. 33, p. 5-23, jan./jul. 2011.

GÓES, Liliane Matos; FONTES, Ednice de Oliveira; SILVA, Heibe Santana da. Fragmentação municipal da mesorregião do Extremo Oeste da Bahia e expansão urbana do município de Barreiras. In: DIAS, Patrícia Chame; SANTOS, Janio (org.). Cidades médias e pequenas: contradições, mudanças e permanência nos espaços urbanos. Salvador: SEI, 2012. (Série Estudos e Pesquisas; 94).

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA. Barreiras. Rio de Janeiro: IBGE, 2010. Disponível em: https://cidades.ibge.gov.br/brasil/ba/barreiras/panorama. Acesso em: 14 nov. 2021.

LEFEBVRE, Henri. O direito à cidade. São Paulo: Centauro, 2001.

LENCIONI, Sandra. Observações sobre o conceito de cidade e urbano. GEOUSP Espaço e Tempo, São Paulo, n. 24, p. 109-123, 2008.

MONDARDO, Marcos Leandro. Da migração sulista ao novo arranjo territorial no Oeste baiano: “territorialização” do capital no campo e paradoxos na configuração da cidade do agronegócio. Campo-território: Revista de Geografia Agrária, v. 5, n. 10, p. 259-287, ago. 2010.

MOURA, Bianca de Castro Duarte; LAVORATTI, Janes Terezinha. Disparidades socioeconômicas no contexto agrícola do Oeste Baiano. In: ENCONTRO NACIONAL DE GEOGRAFIA AGRÁRIA, 21., 2012, Uberlândia. Anais [...]. Uberlândia: UFU, 2012. Disponível em: http://www.lagea.ig.ufu.br/xx1enga/anais_enga_2012/eixos/1384_1.pdf. Acesso: 7 ago. 2021.

NASCIMENTO, Paloma de Souza. O atual movimento de expansão urbana na cidade de Barreiras (BA). Revista de Geografia-PPGEO-UFJF, v. 6, n. 2, 2016.

ONU NEWS. Banco Mundial atualiza valor da linha da pobreza para US$ 1,90 por dia. Nova York: NEWS, 5 out. 2015. Disponível em: https://news.un.org/pt/audio/2015/10/1149481. Acesso: 17 de agosto de 2021.

PINA, Núbia Valéria Moreira; MONDARDO, Marcos Leandro. Duas faces, uma região: da pujança do agronegócio à pobreza e precariedade das populações locais no oeste da Bahia. Revista GEONORTE, v. 4, n. 12, p. 1522-1533, 2013.

PONTES, Beatriz Maria Soares. Contradições, mudanças e permanências nos espaços urbanos nordestinos. In: DIAS, Patrícia Chame; SANTOS, Janio (org.). Cidades médias e pequenas: contradições, mudanças e permanência nos espaços urbanos. Salvador: SEI, 2012. (Série Estudos e Pesquisas; 94).

SANTOS, Joelia Silva dos; OLIVEIRA, Matheus Silva de. Inserção e expansão do agronegócio no Oeste da Bahia: a (re)produção das desigualdades no Território de Identidade da Bacia do Rio Grande-Bahia, no decênio 2000-2010. Ágora, Santa Cruz Sul, v. 23, n. 2, p. 173-188, jul./ago. 2021.

SANTOS, Clóvis Caribé Menezes dos. Espírito do capitalismo na ocupação dos cerrados da Bahia e do Piauí. Feira de Santana: UEFS, 2015.

SANTOS, Milton. A urbanização brasileira. São Paulo: HUCITEC, 1993.

SCHERER, Clauber Eduardo Marchezan; AMARAL, Pedro Vasconcelos Maia do. O espaço e o lugar das cidades médias na rede urbana brasileira. Revista brasileira de Estudos Urbanos e Regionais, v. 22, jan./dez. 2020.

SPOSITO, Maria Encarnação Beltrão. Novas redes urbanas: cidades médias e pequenas no processo de globalização. Geografia, Rio Claro, v. 35, n. 1, p. 51-62, jan./abr. 2010.

STEINBERGER, Marília; BRUNA, Gilda Collet. Cidades médias: elos do urbano-regional e do público-privado. In: ANDRADE, Thompson Almeida; SERRA, Rodrigo Valente (org.). Cidades médias brasileiras. Rio de Janeiro: IPEA, 2001.

VASCONCELOS, Pedro de Almeida. As metamorfoses do conceito de cidade. Mercator, Fortaleza, v. 14, n. 4, n. esp., p. 17-23, dez. 2015.

VASCONCELOS, Pedro de Almeida. Contribuição para o debate sobre processos e formas socioespaciais nas cidades. In: CORRÊA, Roberto Lobato. Segregação residencial: classes sociais e espaço urbano. In: VASCONCELOS, Pedro de Almeida; CORRÊA, Roberto Lobato; PINTAUDI, Silvana Maria (org.). A cidade contemporânea: segregação espacial. São Paulo, SP: Contexto, 2018.

VOLOCHKO, Danilo. A moradia como negócio e a valorização do espaço urbano metropolitano. In: CARLOS, Ana Fani Alessandri; VOLOCHKO, Danilo; ALVAREZ, Isabel Pinto (org.). A cidade como negócio. São Paulo: Contexto, 2018.

Downloads

Publicado

2024-07-04

Como Citar

DOS SANTOS, J. S.; DE OLIVEIRA, M. S. DESIGUALDADES POR SETORES CENSITÁRIOS NO ESPAÇO URBANO DO MUNICÍPIO DE BARREIRAS-BA. Geografia em Atos (Online), Presidente Prudente, v. 8, n. 1, p. e024004, 2024. DOI: 10.35416/2024.9059. Disponível em: https://revista.fct.unesp.br/index.php/geografiaematos/article/view/9059. Acesso em: 18 jul. 2024.

Edição

Seção

Artigos