PERSPECTIVAS RELACIONAIS DAS CATEGORIAS TERRITÓRIO E CAMPO NA ANÁLISE GEOGRÁFICA/Relational perspectives of the Territory and Field categories in geographic analysis

Aline Weber Sulzbacher

Resumo


Este artigo se propõe a indicar possibilidades analíticas na Geografia, considerando relação entre as categorias Território (RAFFESTIN, 1993; HAESBAERT, 2006) e Campo (BOURDIEU, 1993; 2005; 2007), com um intuito provocativo e reflexivo. Entende-se que poder e política são conteúdos fundantes do Território e do Campo. Para tal, toma-se como princípio a necessidade de uma perspectiva relacional sobre poder e política, para estudá-los sob um viés geográfico, pois estão intrinsecamente relacionados, um ao outro, pelo fato de que só o podem ser mutuamente. Por sua vez, uma relação pressupõe uma situação e um sentido, território e campo, entendendo que os agentes estão situados, que determinadas relações somente são possíveis em determinados contextos, e que por tal característica resguardam particularidades. É a partir das relações de poder (inclusive simbólicas) e política, que se fundamentam as lógicas de um determinado campo em territorialização.


Texto completo:

PDF


Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.

 

INDEXAÇÕES E BASES BIBLIOGRÁFICAS 
 
          

 Resultado de imagem para gale a cengage company          

 

Resultado de imagem para redibResultado de imagem para DOAJ logo

                         

ExLibris header image




IPEA - Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada