Construção do lugar geográfico de alunos com transtorno do espectro autismo em instituições públicas de ensino: contribuições da psicanálise

Leandro Buzzo Mourão Guimarães

Resumo


Transtorno do Espectro Autista (TEA) é uma doença que apresenta perturbações no desenvolvimento neurológico, tendo como principais características anormais a falta de comunicação social e déficits de comportamentos, que são fixos e/ou repetitivos, tornando-se visíveis em crianças geralmente aos dois anos de idade. Tendo em vista essas características, o presente texto visa contribuir, do ponto de vista da geografia da saúde, para a discussão a respeito da inclusão escolar de crianças com TEA e a respectiva promoção da saúde nas escolas municipais, de Presidente Prudente. Soma-se a este artigo as contribuições da psicanálise de D. W. Winnicott para o delineamento psíquico desses indivíduos a partir de estudos sobre o conceito de Placement. Do ponto de vista da iniciação científica, torna-se fundamental a formação de estudantes de geografia interessados no tema, o que envolve o aprendizado de conceitos de geografia humana

 

Palavras-chave: Lugar, Promoção da Saúde, Inclusão Escolar e Transtorno do Espectro Autista, Placement.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.35416/geoatos.v2i2.3896

Direitos autorais

 ISSN: 1984-1647

E-mail para contato: geoatos.editorial@gmail.com

 

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.

  

INDEXADORES E BASES BIBLIOGRÁFICAS

  BASE LogoResultado de imagem para PERIÓDICOS CAPESResultado de imagem para sumarios.orgThumbnailResultado de imagem para redib

 
 Resultado de imagem para DRJI                                                    Resultado de imagem para MIAR INDEXADORResultado de imagem para latindexResultado de imagem para google scholar Resultado de imagem para J4F INDEXADOR