EXPANSÃO AGRÍCOLA E VULNERABILIDADE NATURAL DO MEIO FÍSICO NO SUL GOIANO

Rildo Aparecido Costa, Flávia de Oliveira Santos

Resumo


A presente pesquisa tem como objetivo central compreender as transformações da paisagem na chapada Goiatuba – Morrinhos, principalmente no que se refere ao processo de uso e ocupação do meio físico. Dando ênfase para o processo de modernização da agricultura que se inicia nas áreas de cerrado a partir dos anos de 1970, intensificando-se cada vez mais, fazendo com que o Sul de Goiás se tornasse um dos maiores produtores de grãos do Brasil. Isso só foi possível graças ao seu meio físico, com relevos de chapadas (relativamente planos), solos originados por rochas basálticas (Latossolos Vermelho) e baixa vulnerabilidade a impactos ambientais negativos. Pôde-se perceber que um conjunto de fatores contribuiu para o desenvolvimento dessa região. Observa-se que essas condições favoráveis fizeram com que surgissem várias agroindústrias nessa região devido ao seu uso e ocupação.

Texto completo:

Artigo PDF ()


Direitos autorais

 ISSN: 1984-1647

E-mail para contato: geoatos.editorial@gmail.com

 

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.

  

INDEXADORES E BASES BIBLIOGRÁFICAS

       BASE LogoResultado de imagem para PERIÓDICOS CAPESResultado de imagem para sumarios.orgResultado de imagem para redib

 
 
  1. Resultado de imagem para DRJI                                                    Resultado de imagem para MIAR INDEXADORResultado de imagem para latindexResultado de imagem para google scholar Resultado de imagem para J4F INDEXADOR