A CIÊNCIA GEOGRÁFICA: ENTRE A CRISE DA RAZÃO E A RECONSTRUÇÃO DO COSMOS

Antonio Carlos Vitte

Resumo


 

O artigo trata brevemente da questão da crise da razão e das racionalidades advindas principalmente da união entre a Ciência Moderna e o Capitalismo. Apesar dessa associação, a crise da ciência moderna e particularmente a tecnociência passa a ser vista como uma possibilidade de articulação entre os saberes marginalizados e as culturas de interpretação e de emancipação historicamente desprezadas pela ciência moderna e que agora ressurgem como uma possibilidade de reinvenção do mundo e da superfície da Terra. A Geografia e particularmente a geografia física deve rever o seu postulado de espaço e tempo, principalmente após a Teoria da Relatividade, levando com isto a uma nova postura do sentido de natureza e de sua instrumentalização. de reconstrução da superfície da Terra enquanto amálgama interpretativo, fundamentado nas variadas tradições culturais.


Texto completo:

Artigo


DOI: https://doi.org/10.35416/geoatos.v1i7.230

Direitos autorais

 ISSN: 1984-1647

E-mail para contato: geoatos.editorial@gmail.com

 

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.

  

INDEXADORES E BASES BIBLIOGRÁFICAS

  BASE LogoResultado de imagem para PERIÓDICOS CAPESResultado de imagem para sumarios.orgThumbnailResultado de imagem para redib

 
 Resultado de imagem para DRJI                                                    Resultado de imagem para MIAR INDEXADORResultado de imagem para latindexResultado de imagem para google scholar Resultado de imagem para J4F INDEXADOR