A DIMENSÃO POLÍTICA DO PROCESSO DE TERRITORIALIZAÇÃO TURÍSTICA EM TIBAU DO SUL/RN/BRASIL

Maria Aparecida Pontes da Fonseca, Salete Gonçalves

Resumo


O estudo tem como objetivo analisar de que forma o processo de reterritorialização desencadeado pelo turismo se manifesta na dimensão política do município de Tibau do Sul/RN (Brasil). Buscou-se contribuir com os debates já realizados sobre território, na medida em que se procurou fazer a articulação entre as teorizações sobre o conceito de território e a atividade turística, observando como alguns agentes hegemônicos do turismo se apropriam, dominam, controlam e comandam o território turistificado, inseridos em localidades periféricas do Nordeste brasileiro. Para tanto foi realizado um estudo exploratório e qualitativo, através de levantamento de dados secundários e primários, realização de entrevistas com as lideranças do poder público, iniciativa privada, terceiro setor e comunidade do município pesquisado. Nesse sentido, constatou-se que o processo de (des)(re)territorialização no município investigado, perpassa por contradições resultantes dos conflitos de poder existentes na localidade e embora traga implicações nas dimensões econômicas e socioculturais, seu cerne é verificado no âmbito político, na relação entre o empresariado – marcado predominantemente por outsiders que possuem negócios em Pipa – e o Poder Público local – integralmente composto por insiders que atuam na sede municipal, que até então, além de deter o poder político também detinham o poder econômico.

Texto completo:

PDF


Direitos autorais

 ISSN: 1984-1647

E-mail para contato: revistageoatos@gmail.com

   Indexadores: (Em breve)