IMPORTANCIA DOS TRABALHOS DE CAMPO PARA OS CURSOS DE GRADUAÇÃO EM GEOGRAFIA – UMA ANÁLISE DO CASO DA UNIOESTE - FRANCISCO BELTRÃO

Gilnei Machado

Resumo


Este trabalho apresenta um debate acerca da importância dos trabalhos de campo para a formação dos profissionais em Geografia. Para esta análise tomou-se como base a Universidade Estadual do Oeste do Paraná, campus de Francisco Beltrão – UNIOESTE – FBE, onde se fez a aplicação de entrevistas a professores e alunos do curso. A pesquisa mostrou que é urgente que se dê importância as atividades práticas de campo na política universitária, pois a colocação no mercado de trabalho de um profissional que teve base teórica tenderá a ser relativamente menor do que aquele que teve formação teórica conjuntamente com a formação prática, em virtude de seu melhor embasamento. O desempenho de sua função será melhor realizada se durante sua formação o mesmo aprender a buscar as informações não apenas em livros, mas no campo, na natureza, na sociedade e nele mesmo.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.33081/formacao.v1i13.831

Revista Formação (Online). ISSN: 1517-543X. E-ISSN: 2178-7298

 

 

INDEXAÇÕES E BASES BIBLIOGRÁFICAS

                         

Imagem relacionada

Apoio