UM ALGO ALÉM DO CAPITALISMO E OUTRO AQUÉM DO COMUNISMO

Júlio Cézar Ribeiro

Resumo


O movimento do real requer a constante observação da teoria, que deve, igualmente, pôr-se em movimento. As revoluções, tidas como tempos e espaços espirais, porque portadoras de bifurcações civilizatórias, direcionaram o movimento ao círculo do poder segregado, no século passado, não mais se centrando no econômico, mas no político. Apenas teorias holísticas e práxis radicais poderão prever e conformar o novo, em toda a plenitude inovadora.

Texto completo:

PDF


Revista Formação (Online). ISSN: 2178-7298. ISSN-L: 1517-543X