A DISTRIBUIÇÃO ESPACIAL DA TEMPERATURA E UMIDADE RELATIVA DO AR MÁXIMA E MÍNIMA ABSOLUTA: UM ESTUDO DE CASO EM IPORÁ/GO

Washington Silva Alves

Resumo


O objetivo desta pesquisa consistiu em analisar a variação da temperatura e umidade relativa do ar, máximas e mínimas absolutas e suas relações com os aspectos físicos do ambiente urbano de uma cidade de pequeno porte do cerrado brasileiro, Iporá-GO. Os dados de temperatura e umidade relativa do ar foram coletados entre outubro de 2012 e outubro de 2013, com termohigrômetros (modelo HT-500) e estações meteorológicas automáticas distribuídos em seis pontos da cidade. A metodologia pautou-se no sistema clima urbano de Monteiro (1976), com ênfase no subsistema termodinâmico, considerando os fatores geoecológicos (hipsometria, exposição de vertente e vegetação urbana) e geourbanos (densidade de construção e o uso do solo urbano), georreferenciado por meio dos softwares ArcGis 9.0, Spring 5.3 e Surfer 9.0. Verificou-se que o valor máximo e mínimo absoluto de temperatura do ar ocorreram nos meses de outubro de 2012 e julho de 2013, e os valores de umidade relativa do ar máxima e mínima absoluta em janeiro de 2013 e setembro de 2012 e constatou que os fatores geoecológicos e geourbanos influenciaram no registro e na variação dos valores de temperatura e umidade relativa do ar em Iporá.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.33081/formacao.v2i22.3846

Revista Formação (Online). ISSN: 1517-543X. E-ISSN: 2178-7298

 

 

INDEXAÇÕES E BASES BIBLIOGRÁFICAS

                         

Imagem relacionada

Apoio