Escola e Sociedade: uma análise pela ótica do fracasso escolar em Presidente Prudente

Vanessa Ananias

Resumo


Objetivando ampliar o entendimento da relação escola-sociedade via fracasso escolar, foram identificadas três categorias de pensadores sobre a questão: "Conteudísticos": identificam o problema do fracasso na discrepância entre o conteúdo elaborado socialmente pelo aluno e o trabalhado na escola. "Reprodutivistas": incompatibilidade do aluno em se adaptar as estruturas da escola. "Pessimistas": a escola atual não serve para os alunos da classe dominada: as falhas na elaboração de programas de ensino, ausência de uma pedagogia libertadora, mecanismos de seletividade desencadeados pela escola, a ação ideológica da escola na produção e reprodução da sociedade capitalista. Assim, torna-se impossível discutir o fracasso escolar como algo interno a escola, quando sua base encontra-se na sociedade.


Palavras-chave


Fracasso Escolar; Pedagogia Libertadora; mecanismos de Seletividade; Ação Ideológica da Escola; Produção e Reprodução da Sociedade Capitalista

Texto completo:

Artigo


DOI: https://doi.org/10.14572/nuances.v1i1.32


Revista Eletrônica do Programa de Pós-Graduação em Educação e do Departamento de Educação da Faculdade de Ciências e Tecnologia/Unesp - Presidente Prudente.

Retornar ao portal de revistas
Menor Menor Médio Médio Maior Maior
Facebook Facebook Revista Nuances
Email nuances.fct@gmail.com