A BRINCADEIRA NA EDUCAÇÃO INFANTIL: IMPLICAÇÕES TEÓRICAS E PRÁTICAS PARA A INTERVENÇÃO DOCENTE

José Ricardo Silva, José Milton de Lima

Resumo


O objetivo dessa pesquisa foi conhecer e intervir sobre a concepção e a prática de uma professora no emprego da brincadeira, em uma instituição de Educação Infantil. Utilizando a observação e a entrevista semiestruturada, buscamos identificar a concepção e a prática relacionada à brincadeira que os participantes da pesquisa apresentavam. Em seguida foram realizadas intervenções teóricas e práticas tomando como base a perspectiva histórico-cultural. A metodologia utilizada foi a pesquisa-intervenção, por possibilitar a transformação no lócus da pesquisa. A investigação apontou a presença da brincadeira espontânea e brincadeiras complexas nas propostas da educadora. As intervenções demonstraram a importância da atuação docente na ampliação da cultura lúdica das crianças e na qualidade do brincar. Segundo a educadora, as intervenções contribuíram na mudança de sua concepção em relação à brincadeira, no entanto, ainda apontou empecilhos que dificultam o emprego dessa atividade no dia a dia.

http://dx.doi.org/10.14572/nuances.v26i0.2784


Palavras-chave


Educação Infantil; Brincadeira; Teoria histórico-cultural

Texto completo:

ARTIGO


DOI: https://doi.org/10.14572/nuances.v26i0.2784


Revista Eletrônica do Programa de Pós-Graduação em Educação e do Departamento de Educação da Faculdade de Ciências e Tecnologia/Unesp - Presidente Prudente.

Retornar ao portal de revistas
Menor Menor Médio Médio Maior Maior
Facebook Facebook Revista Nuances
Email nuances.fct@gmail.com