CRIANÇAS DESATENTAS OU PRÁTICAS PEDAGÓGICAS SEM SENTIDO? RELAÇÕES ENTRE MOTIVO, SENTIDO PESSOAL E ATENÇÃO

Flávia da Silva Ferreira Asbahr, Marisa Eugênia Melillo Meira

Resumo


O objetivo deste trabalho é contribuir para a análise do papel da atividade pedagógica na formação da atenção. Primeiramente, apresentaremos o conceito do Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH) analisando os critérios utilizados no seu diagnóstico. Analisaremos, também, o processo de constituição da atenção como função psicológica superior examinando sua relação com a estrutura da atividade pedagógica. Finalmente focaremos as relações entre os motivos da atividade, tendo como referência a estrutura da atividade proposta por Leontiev, e a formação da atenção, apresentando o conceito de ações geradoras de motivos de aprendizagem como uma ferramenta teórica que pode colocar o professor no papel ativo de produtor de motivos que levem os alunos a desenvolverem funções psicológicas superiores, entre elas a atenção. Desse modo nos contrapomos ao processo de medicalização trazendo o desafio de enfrentamento do desenvolvimento da atenção para o seu lócus verdadeiro, a escola.

http://dx.doi.org/10.14572/nuances.v25i1.2735


Palavras-chave


medicalização; atenção; motivo; sentido pessoal; atividade pedagógica

Texto completo:

ARTIGO


DOI: https://doi.org/10.14572/nuances.v25i1.2735


Revista Eletrônica do Programa de Pós-Graduação em Educação e do Departamento de Educação da Faculdade de Ciências e Tecnologia/Unesp - Presidente Prudente.

Retornar ao portal de revistas
Menor Menor Médio Médio Maior Maior
Facebook Facebook Revista Nuances
Email nuances.fct@gmail.com