A TERCEIRIZAÇÃO NA EXECUÇÃO DE POLÍTICAS DE ALFABETIZAÇÃO DE ADULTOS: SOBRE ESCOLAS, IGREJAS E ASSOCIAÇÕES COMUNITÁRIAS IMPLEMENTANDO PROGRAMAS

Gladys Beatriz Barreyro

Resumo


Este trabalho pretende compartilhar alguns achados provisórios de pesquisa que podem resultar do interesse pelo fato da encruzilhada atual, na qual o governo Lula, na área da educação de jovens e adultos, decidiu priorizar a alfabetização de adultos, oscilando entre o modelos de terceirização pela qual a implementação de programas seria realizada por entidades diversas com as quais o Ministério está assinando convênios e o repasse de fundos diferenciados a instâncias descentralizadas de poder (municípios). As ações mostram a princípio a permanência de um paradigma que no governo FHC alcançou certo desenvolvimento e que reflete as características que as políticas sociais têm apresentado na América Latina desde a década de 1990: a descentralização, a focalização e as parcerias. Por se tratar de um estudo qualitativo, o trabalho não pretende generalizar conclusões senão mostrar as tendências observadas nesse universo.

Palavras-chave


Alfabetização; Educação de Adultos; Alfabetização Solidária.

Texto completo:

ARTIGO


DOI: https://doi.org/10.14572/nuances.v12i13.1693


Revista Eletrônica do Programa de Pós-Graduação em Educação e do Departamento de Educação da Faculdade de Ciências e Tecnologia/Unesp - Presidente Prudente.

Retornar ao portal de revistas
Menor Menor Médio Médio Maior Maior
Facebook Facebook Revista Nuances
Email nuances.fct@gmail.com