O REALISMO SOCIAL DE MICHAEL YOUNG E A PEDAGOGIA HISTÓRICO-CRÍTICA: PERSPECTIVAS E APROXIMAÇÕES NA DEFINIÇÃO DO CONHECIMENTO ESCOLAR

Autores

  • Julia Malanchen Unioeste

DOI:

https://doi.org/10.32930/nuances.v29i3.5825

Palavras-chave:

realismo social. pedagogia histórico-crítica. currículo escolar. conhecimento poderoso. conhecimento clássico.

Resumo

Este trabalho tem como foco os estudos sobre o currículo e o conhecimento. Propomos apresentar a contribuição de Michael Young, importante sociólogo britânico, para os estudos curriculares e realizar a exposição de alguns elementos de sua teoria, o realismo social.  Em nossa pesquisa, levantamos que os estudos de Young trazem importantes contribuições para pensarmos o currículo, e o contexto escolar, enquanto lugar de acesso ao conhecimento científico, complementando, deste modo, as ideias que  autores da pedagogia histórico-crítica tem defendido no Brasil. Nesta direção o artigo está assim organizado: no primeiro item expomos as primeiras ideias e concepção sobre conhecimento e currículo, de Michael Young,  na década de 1970. Na sequência expomos a mudança do sociólogo britânico na forma de abordar o conhecimento a partir dos anos de 1990 e o que representa o princípio curricular denominado por ele de conhecimento poderoso.  Finalizamos demonstrando algumas aproximações que em nosso entendimento existem entre o pensamento de Young sobre conhecimento escolar com as ideias defendidas por autores da pedagogia histórico-crítica, principalmente no que se refere a defesa da objetividade  como definidora de qual conhecimento deve fazer parte do  currículo escolar. O estudo é orientado a partir de pesquisa bibliográfica e revisão de literatura dos principais trabalhos de Young e dos intelectuais da teoria histórico-crítica

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Julia Malanchen, Unioeste

Professora Adjunta no Centro de Educação, Letras e Saúde e no Programa de Pós-Graduação em Ensino na UNIOESTE/Campus de Foz do Iguaçu, PR

Downloads

Publicado

2018-12-31

Como Citar

MALANCHEN, J. O REALISMO SOCIAL DE MICHAEL YOUNG E A PEDAGOGIA HISTÓRICO-CRÍTICA: PERSPECTIVAS E APROXIMAÇÕES NA DEFINIÇÃO DO CONHECIMENTO ESCOLAR. Nuances: Estudos sobre Educação, Presidente Prudente, v. 29, n. 3, 2018. DOI: 10.32930/nuances.v29i3.5825. Disponível em: https://revista.fct.unesp.br/index.php/Nuances/article/view/5825. Acesso em: 8 ago. 2022.

Edição

Seção

Artigos - FLUXO CONTÍNUO