“CIRCO CORAGEM”: O JOGO COMO ESTRATÉGIA DE ENSINO DAS ATIVIDADES CIRCENSES.

Autores

  • Gilson Santos Rodrigues FEF-UNICAMP
  • Elaine Prodócimo FEF-UNICAMP
  • Teresa Ontañón FEF-UNICAMP

DOI:

https://doi.org/10.14572/nuances.v27i1.3969

Palavras-chave:

Circo, Jogos, Pedagogia, Educação Física.

Resumo

O estudo visou investigar o jogo como estratégia pedagógica no projeto de extensão universitária “Atividades Circenses para crianças” da FEF/UNICAMP. Os métodos utilizados foram observação participante e entrevista semiestruturada, os dados foram interpretados e analisados mediante triangulação dos dados. Os resultados mostraram que o jogo esteve presente em todas as aulas e a participação das crianças foi total. Os entrevistados reportaram que o jogo é importante no ensino das atividades circenses por possibilitarem o aprendizado de forma lúdica e significativa. A mediação pedagógica estimulou conversas, a análise dos conteúdos trabalhados e a vivência das atividades circenses. Reafirma-se, com o presente estudo o valor do jogo como forma de ensino do Circo no âmbito educativo.

http://dx.doi.org/10.14572/nuances.v27i1.3969

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Gilson Santos Rodrigues, FEF-UNICAMP

Bacharel em Educação Física – FEF/UNICAMP

 

Área de Educação Física com os temas: Jogo, Jogos circenses e jogos coletivos.

Elaine Prodócimo, FEF-UNICAMP

Professora livre Docente – FEF/UNICAMP

 

Área de Educação com ênfase na Educação Física Escolar com temas: violência, escola, bullying.

Teresa Ontañón, FEF-UNICAMP

Doutoranda em Educação Física – FEF-UNICAMP

Área de Educação Física com ênfase em Educação Física Escolar com temas: jogo, formação de professores e atividades circenses.

Downloads

Publicado

2016-05-10

Como Citar

RODRIGUES, G. S.; PRODÓCIMO, E.; ONTAÑÓN, T. “CIRCO CORAGEM”: O JOGO COMO ESTRATÉGIA DE ENSINO DAS ATIVIDADES CIRCENSES. Nuances: Estudos sobre Educação, Presidente Prudente, v. 27, n. 1, p. 147–164, 2016. DOI: 10.14572/nuances.v27i1.3969. Disponível em: https://revista.fct.unesp.br/index.php/Nuances/article/view/3969. Acesso em: 11 ago. 2022.

Edição

Seção

Dossiê