A EXCLUSÃO DIGITAL COMO UMA ESTRATÉGIA ENGENDRADA PELO CAPITAL PARA RESTRINGIR O DESENVOLVIMENTO TERRITORIAL DO CAMPESINATO/ The digital exclusion as a strategy engendered by capital to restrict the territorial development of the peasantry/ L’exclusion numérique en tant qu’ une stratégie engendrée par le capital pour limiter le développement territorial de la paysannerie

Paulo Roberto Rosa

Resumo


O embate envolvendo capital e campesinato pelo domínio dos meios e modos de produção denomina-se Questão Agrária. O capital busca subordinar o campesinato através da expropriação da terra, enquanto o campesinato desenvolve estratégias de resistência para enfrentar às investidas do capital e manter sua autonomia e protagonismo. O objetivo é apresentar e discutir a exclusão digital como uma estratégia engendrada pelo capital para restringir o desenvolvimento do território (material e imaterial) camponês. No desenvolvimento do artigo foi realizada uma abordagem de caráter quali-quantitativa, através de um estudo teórico de literatura específica e, em sua vertente aplicada, se fez documental com a utilização da técnica de observação direta extensiva. As análises realizadas, tanto no que concerne ao levantamento teórico quanto às informações obtidas junto a base empírica, conduzem à constatação de que o campesinato da Região do Pontal do Paranapanema passa por um processo de exclusão digital. Nesse processo de exclusão não significa que os camponeses são impedidos de acessar às tecnologias da informação e comunicação (TIC's), mas o acesso é dificultado, por exemplo, pela ausência de infraestrutura e serviços necessários.

Palavras-chave


Campesinato; capital; questão agrária; exclusão digital; território.

Texto completo:

PDF


 

 

 

INDEXAÇÕES E BASES BIBLIOGRÁFICAS 
 


                          
Gale
                       
ExLibris header image


APOIO

IPEA - Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada