CIDADE DE LIMIAR: NOTAS TEÓRICO-METODOLÓGICAS ACERCA DO CARÁTER POLÍTICO DOS ARRABALDES METROPOLITANOS BRASILEIROS

José Vandério Cirqueira PINTO

Resumo


Os arrabaldes metropolitanos brasileiros são produto de um articulado, dinâmico, lucrativo e complexo sistema de controle e de reprodução do espaço urbano por uma lógica de poder pouco participativa e desvinculada da perspectiva autonomista. A proposta de discutir a cidade de limiar parte do pressuposto de que se construa um novo olhar sobre os arrabaldes metropolitanos brasileiros, vinculado a noções políticas consideravelmente libertárias, que dê subsídios para as efetivas transmutações e não reproduções de lógicas espaciais que afunilam a segregação. Metodologicamente, este trabalho busca lançar um olhar de fora para dentro da cidade, evidenciando outros parâmetros de análise e de atuação no espaço urbano, como é o exemplo da cidade de limiar. É preciso pensar a cidade a partir de seus dilemas, ou seja, dos seus limiares, territorialidades indefinidas, produtoras da dinâmica para além dos limites do núcleo privilegiado metropolitano, usufruindo da condição locacional de estarem sobrepostas sobre os limiares da urbanização, ora estando próxima da metrópole, ora estando fora dela.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.33081/formacao.v1i21.2968

Revista Formação (Online). ISSN: 1517-543X. E-ISSN: 2178-7298

 

 

INDEXAÇÕES E BASES BIBLIOGRÁFICAS

                         

Imagem relacionada

Apoio