A METODOLOGIA DE PESQUISA EDUCACIONAL COMO CONSTRUTORA DA PRÁXIS INVESTIGATIVA

Maria Amélia do Rosário Santoro Franco

Resumo


O artigo propõe a concepção de uma metodologia reflexiva de investigação vista como postura crítica, que organiza a dialética do processo investigativo, orientando os recortes e as escolhas feitas pelo pesquisador, direcionando o foco e iluminando o cenário da realidade a ser estudada. Pretende trazer contribuições no sentido de rediscussão das bases epistemológicas da tarefa investigativa, com a finalidade de melhor compreender os sentidos expressos, latentes  e pressentidos no ato educativo, lançando perspectivas para a recomposição do corpo conceitual desta área de conhecimento. Analisa  as diferentes configurações metodológicas decorrentes dos modelos objetivista, subjetivista e dialético, para em seguida indicar a pesquisa-ação como uma das alternativas à investigação da práxis educativa. O trabalho enfatiza a importância da necessária presença da coerência epistemológica permeando todo processo investigativo.

Texto completo:

Artigo


DOI: https://doi.org/10.14572/nuances.v9i9/10.404


Revista Eletrônica do Programa de Pós-Graduação em Educação e do Departamento de Educação da Faculdade de Ciências e Tecnologia/Unesp - Presidente Prudente.

Retornar ao portal de revistas
Menor Menor Médio Médio Maior Maior
Facebook Facebook Revista Nuances
Email nuances.fct@gmail.com