FAMÍLIA-ESCOLA: UMA RELAÇÃO POSSÍVEL

Eulália Henriques Maimone, Maria Olivia Borges de Oliveira, Giovanna Mara Sá Vieira, Maria Guilhermina Coelho De Pieri

Resumo


Uma das dimensões da qualidade na Educação Infantil é a relação família-escola. A partir de um diagnóstico de uma instituição de educação infantil da periferia de uma cidade do interior de Minas Gerais, em que se constatou a necessidade de serem melhoradas as estratégias de participação de pais, foi proposto o presente trabalho. Este teve como objetivo aumentar essa participação, propiciando aos professores oportunidade de formação. Para atingir esse objetivo, foram planejadas e executadas ações conjuntas com a participação de pais, mães, avós, crianças e professoras, que consistiram em dinâmicas de grupo pela técnica do brincar junto. Houve dinâmicas iniciais, que possibilitaram momentos de apropriação dessa forma de trabalho pelo pessoal da creche e dinâmicas realizadas por sala de 3, 4 e 5 anos, planejadas e desenvolvidas pelas educadoras, sendo videogravadas. As avaliações indicaram um caminho promissor para uma mudança nas reuniões de pais e nas concepções sobre o brincar.


Palavras-chave


educação infantil, formação de professores, relação família-creche.

Texto completo:

Artigo


DOI: https://doi.org/10.14572/nuances.v14i15.163


Revista Eletrônica do Programa de Pós-Graduação em Educação e do Departamento de Educação da Faculdade de Ciências e Tecnologia/Unesp - Presidente Prudente.

Retornar ao portal de revistas
Menor Menor Médio Médio Maior Maior
Facebook Facebook Revista Nuances
Email nuances.fct@gmail.com