AS VEIAS ABERTAS DA CIBERECONOMIA: FUNDAMENTOS DA EXPATRIAÇÃO DE EXCEDENTE NA NOVA ECONOMIA ESPACIAL DO CAPITAL

Júlio Cézar Ribeiro

Resumo


São muitos e variados os corredores (formais, informais, legais, ilegais etc.), pelos quais opera a transfusão do valor. Muito tem sido escrito sobre as geografias do trabalho, concreto e abstrato, produtivo e especulatório. Indagamos, na reconstituição sobre os loci da produção e realização do valor-trabalho, se não deveria ser traçada, ao lado da geografia do trabalho, a metageografia do rentismo, a que vai além do trabalho empírico e facilmente mensurável, alguma coisa próxima ao que se costumou definir como geografia do movimento, só que, neste caso, relacionada aos fluxos especulativos das nações rentistas, o que, por sua vez, conflui e duela com as parametradas nos fixos produtivos.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.33026/peg.v16i2.3868

A Pegada está indexada em:

LATINDEX - http://www.latindex.unam.mx/

Sumarios.org - http://sumarios.org/

Scientific Indexing Services (SIS) - http://sindexs.org/

GEODADOS - http://geodados.pg.utfpr.edu.br/

Capes Periódicos - http://www.periodicos.capes.gov.br/

Red Iberoamericana de Innovación y Conocimiento Científico (REDIB) - https://www.redib.org/

Directory of Open Acess Journals (DOAJ) - http://doaj.org/

EBSCO - https://www.ebsco.com/

ISSN: 1676-3025