FRONTEIRAS E ATRAVESSAMENTOS: EXPERIÊNCIAS MIGRATÓRIAS DE HAITIANOS EM TIJUANA, MÉXICO

Alex Dias de Jesus

Resumo


A desaceleração econômica enfrentada pelo Brasil a partir do ano de 2015 impactou diretamente nas condições de vida dos migrantes haitianos que desde 2010 incorporaram esse país como um dos seus destinos migratórios. Como alternativa, milhares deixaram o Brasil e fizeram uma longa e arriscada viagem em direção aos Estados Unidos. Depois de atravessarem até dez países, muitos desses migrantes foram impossibilitados de cumprir seu objetivo frente às mudanças na política migratória estadunidense e passaram a residir no estado mexicano da Baja Califórnia, em cidades da fronteira com os Estados Unidos. Diante disso, o objetivo deste artigo consistiu em analisar as trajetórias e estratégias de trânsito dos haitianos que vivem atualmente na cidade de Tijuana, México. A metodologia utilizada para tal fim baseou-se em revisão bibliográfica e entrevistas realizadas com haitianos e membros de associações de apoio aos migrantes em Tijuana, durante os meses de novembro e dezembro de 2018.

Texto completo:

PDF

Referências


ACOSTA, Rafael Alarcón e Esquivel, Cecília Ortiz. Los haitianos solicitantes de asilo a Estados Unidos en su paso por Tijuana. Fronteira Norte. 2017. Vol. 29, N. 58. p.

ALARCÓN, Mauricio Burbano. Los Haitianos em Ecuador: uma aproximación desde el acceso a derechos. In: PEDEMONTE, Nicolás Rojas e KOECHLIN, José. (eds.). Migración Haitiana Hacia Sur Andino. Santiago: SJM, 2017. p. 15-40.

BBC MUNDO. El infierno de cruzar el Tapón del Darién, la región más intransitable y peligrosa de América Latina (que corta en dos la ruta Panamericana). 2018. Disponível em https://www.bbc.com/mundo/noticias-america-latina-41405970. Acesso feito em 26 de janeiro de 2019.

BESSI, Renata. Centroamérica: el corredor invisibilizado de la migración. Avispa Mídia. 2017. Disponível em https://avispa.org/centroamerica-el-corredor-invisibilizado-de-la-migracion/. Acesso feito em 26 de janeiro de 2019.

CAMBRONERO, Natasha. 18.000 haitianos dejan país y se exponen a riesgos en Nicaragua. La nación. 2016. Disponível em https://www.nacion.com/el-pais/politica/18-000-haitianos-dejan-pais-y-se-exponen-a-riesgos-en-nicaragua/ULDZARTNARCMTMKWT4ZBYFA5RE/story/. Acesso feito em 27 de janeiro de 2019.

CAVALCANTI, Leonardo et al (Orgs.). A inserção dos imigrantes no mercado de trabalho brasileiro. Relatório Anual 2017. Série Migrações. Observatório das Migrações Internacionais; Ministério do Trabalho/ Conselho Nacional de Imigração e Coordenação Geral de Imigração. Brasília: OBMigra, 2017.

DESINFORMEMONOS. Diariamente llegan a México 300 haitianos en busca de alcanzar Estados Unidos. 2016. Disponível em https://desinformemonos.org/diariamente-llegan-a-mexico-300-haitianos-en-busca-de-alcanzar-estados-unidos/. Acesso feito em 30 de janeiro de 2019.

DUBUISSON, Pascal Ustin. Sobreviventes: ciudadanos del mundo. Tijuana: Ediciones ILCSA, 2018.

DURAND, Jorge. De Brasil a Tijuana. La Jornada, 2016. Disponível em https://www.jornada.com.mx/2016/10/02/opinion/020a1pol#. Acesso feito em 16 de janeiro de 2019.

______. Nueva Ordem de Expulsión de Migrantes. La Jornada, 2017. Disponível em https://www.jornada.com.mx/2017/11/26/opinion/023a2pol . Acesso feito em 18 de janeiro de 2019.

EL COLEF. Migrantes haitianos y centroamericanos en Tijuana, Baja California, 2016-2017. Políticas gubernamentales y acciones de la sociedad civil. Tijuana: El Colef e CNDH México, 2018.

EL TIEMPO. La travesía de migrantes haitianos en Colombia. 2016. Disponível em https://www.eltiempo.com/colombia/otras-ciudades/inmigrantes-haitianos-en-colombia-36337. Acesso feito em 25 de janeiro de 2019.

GARBEY-BUREY, Rosa María. Estrategias migratorias en el tránsito de emigrantes haitianos hacia Estados Unidos. Huellas de la Migración, Vol. 2 N. 4, 2017. p. 93-123.

GLICK-SCHILLER, Nina e FOURON, Georges E. Terrains of blood and nation: haitian transnational social fields. Ethnic and Racial Studies. 22:2, 1999. p. 340-366.

HANDERSON, Joseph. Diaspora. As dinâmicas da mobilidade haitiana no Brasil, no Suriname e na Guiana Francesa. Tese (Doutorado em Antropologia Social), Rio de Janeiro: UFRJ/Museu Nacional, 2015.

JESUS, Alex Dias de. Redes da Migração Haitiana no Mato Grosso do Sul. Anais do XII Encontro Nacional da ANPEGE, 2017. p. 13034-3045. Disponível em http://www.enanpege.ggf.br/2017/anais/arquivos/GT%2044/262.pdf . Acesso feito em 18 de fevereiro de 2019.

MASSEY, Douglas, S. et al. Teorías de Migración Internacional: uma revisión y aproximación. Tradução de Augusto Aguilar Calahorro. In: Revista de Derecho Constitucional Europeo. nº 10. 2008. p. 435-478.

NAVARRO, Karla. Migrantes haitianos, un parteaguas en la organización ciudadana de Tijuana. 2018. Disponível em http://www.conacytprensa.mx/index.php/ciencia/humanidades/22276-migrantes-haitianos-organizacion-tijuana. Acesso feito em 20 de janeiro de 2019.

NICARÁGUA. Lei n. 240/1996 - ley de control de tráfico de migrantes ilegales.

NIETO, Carlos. Migración haitiana a Brasil: redes migratorias y espacio social transnacional. 1ª ed. Buenos Aires: CLACSO, 2014.

OIM – Organização Internacional para as Migrações. Informe sobre las migraciones en el mundo 2018. Genebra: OIM, 2018.

PEDEMONTE, Nicolás Rojas, Nassila AMODE y VÁSQUEZ, Jorge. Migración Haitiana Hacia Chile: origem y aterrizaje de nuevos proyectos migratorios. In: PEDEMONTE, Nicolás Rojas e KOECHLIN, José. (eds.). Migración Haitiana Hacia Sur Andino. Santiago: SJM, 2017. p. 65-162.

QUINTERO, Lésber. Lágrimas haitianas llegan al Cocibolca. 2016. Disponível em https://www.elnuevodiario.com.ni/nacionales/400253-lagrimas-haitianas-llegan-cocibolca/ . Acesso feito em 30 de janeiro de 2019.

RAMELLA, Franco. Por un uso flerte del concepto de red en los estúdios migratórios. In: BJERG, Mária; OTERO, Hernán (Orgs.). Immigración y redes sociales en la Argentina. Buenos Aires: CEMLA Moderna, 1995. p. 9-21.

REVISTA SEMANA. La crisis de casi 4.000 migrantes haitianos que llegaron a Colombia. 2016. Disponível em https://www.semana.com/nacion/articulo/en-2016-han-llegado-a-colombia-casi-4000-haitianos-que-pretendian-llegar-a-estados-unidos/484280. Acesso feito em 28 de janeiro de 2019.

SETIÉN, Izabel Berganza. Los Flujos Migratórios Mixtos en Tránsito Por Perú: un desafio para el Estado. In: PEDEMONTE, Nicolás Rojas e KOECHLIN, José. (eds.). Migración Haitiana Hacia Sur Andino. Santiago: SJM, 2017. p. 41-63.

SOARES, Weber. Rede Migratória. In: CAVALCANTI, Leonardo et al (Orgs.). Dicionário crítico de migrações internacionais. Brasília: Editora Universidade de Brasília, 2017. p. 612-615.




DOI: https://doi.org/10.33081/formacao.v26i49.6311

Revista Formação (Online). ISSN: 1517-543X. E-ISSN: 2178-7298

 

 

INDEXAÇÕES E BASES BIBLIOGRÁFICAS

Imagem relacionada

Apoio