A PRODUÇÃO SOCIAL DOS ESPAÇOS DE LAZER: O CASO DE VITÓRIA DA CONQUISTA, BAHIA-BRASIL

Rizia Mendes Mares

Resumo


O presente texto analisa a produção dos espaços de lazer na cidade de Vitória da Conquista, Bahia, Brasil, marcada por relações de clivagens fruto de um processo desigual de estruturação urbana e que na atualidade se complexifica dada às novas lógicas de produção e consumo que tendem a programar as práticas espaciais do lazer. Deste modo, expressa os conflitos que emergem do cotidiano fragmentado, da vida que se realiza em espaços cada vez mais segmentados espacial e socialmente. Nesse sentido, as práticas espaciais do lazer são um importante elemento de análise sobre a produção da cidade não só por abranger a produção espacial como resultado dessa dimensão do cotidiano, mas também, das relações sociais que se reproduzem sob essa mesma lógica. Como instrumento metodológico principal para o debate aqui proposto, utilizamos as informações produzidas através de entrevistas semiestruturadas a diferentes sujeitos-tipo e ao poder público municipal. Uma produção e uso diferenciados do lazer que sinalizam mudanças significativas nos espaços/tempos em que esse elemento se realiza, culminando em um processo de hierarquização nas relações sociais comprometendo a sociabilidade e o acesso à cidade de modo mais amplo.

Texto completo:

PDF


Revista Formação (Online). ISSN: 2178-7298. ISSN-L: 1517-543X