Toponímia: cultura e patrimônio do Rio Grande do Sul

Melissa Heberle Diedrich, Neli Teresinha Galarce Machado

Resumo


A toponímia, que constitui o estudo dos nomes de lugar, apresenta várias potencialidades de aplicações, sejam elas ambientais, cartográficas, geográficas, históricas, linguísticas ou turísticas, entre outras. Nesse sentido, o presente artigo aborda a ciência toponímica de forma multidisciplinar, apoiando-se, em especial, na literatura estrangeira de autores como Dauzat (1947), Encarnação (2008), Jordan (2012), Villalón (2013), Cerrón-Palomino (2015) e Capra et al. (2016). Este estudo, que tem como foco o estado brasileiro do Rio Grande do Sul, em especial o Vale do Taquari e o Vale do Rio Pardo, contempla a origem histórica dos nomes de lugar ou topônimos e o fenômeno das substituições toponímicas ao longo do tempo. Por fim, discute-se o papel da toponímia como um bem imaterial importante do patrimônio ambiental e cultural do estado analisado.

Palavras-chave: Acidente geográfico; Ambiente; Onomástica; Vale do Taquari; Vale do Rio Pardo

 


Palavras-chave


Acidente geográfico; Ambiente; Onomástica

Texto completo:

PDF


Caderno Prudentino de Geografia - ISSN: 2176-5774

 

Associação dos Geógrafos Brasileiros - Seção Local Presidente Prudente/SP

Rua Roberto Simonsen, 305, Centro Educacional, CEP: 19.060-900, Presidente Prudente, São Paulo.