A AGLOMERAÇÃO URBANA DA SOJA: DILEMAS DA URBANIZAÇÃO BRASILEIRA

Cleverson Alexsander Reolon, Edson Belo Clemente de Souza

Resumo


Busca-se analisar o processo de formação da aglomeração urbana que se convencionou chamar de Aglomeração Urbana da Soja, situada na Mesorregião Oeste Paranaense – uma região agrícola do interior do Brasil. Corroborando os esforços de compreensão da dinâmica socioespacial desta porção do território brasileiro, em particular, o artigo acaba contribuindo com a discussão sobre as relações entre a cidade e o campo. Na área de estudo, algumas cidades têm se adaptado às demandas do campo, cuja produção se encontra, em função disso, repleta de ciência, tecnologia e informação. Com um processo crescente de urbanização, a dinâmica socioeconômica tem tornado a rede urbana regional mais complexa, constatando-se ampliação das migrações pendulares promovidas por pessoas que trabalham ou estudam em localidades distintas daquelas onde residem. Conclui-se que Diana Meirelles da Motta possui certa razão ao generalizar o fato de que algumas aglomerações não metropolitanas surgiram em regiões de agricultura moderna integradas a complexos agroindustriais.

Palavras-chave


Produção do espaço; Urbanização; Cidades médias; Mesorregião Oeste Paranaense; Aglomeração Urbana da Soja.

Texto completo:

PDF


Caderno Prudentino de Geografia - ISSN: 2176-5774

 

Associação dos Geógrafos Brasileiros - Seção Local Presidente Prudente/SP

Rua Roberto Simonsen, 305, Centro Educacional, CEP: 19.060-900, Presidente Prudente, São Paulo.