LEITURA DA MOBILIDADE, APREENSÃO DA CIDADE

Rafael da Ponta Vicente

Resumo


O processo de urbanização da sociedade tem conduzido a construção de cidades em padrões de desenvolvimento que impelem à desigualdade entre grupos sociais distintos; a mobilidade, em sua presença ou ausência, emerge como importante aspecto deste modelo de urbanização. Neste trabalho, propõe-se um mergulho nas compreensões que os habitantes de áreas de exclusão social – aqueles mais propensos aos deslocamentos mais dificultosos – fazem acerca da mobilidade, a partir da Teoria das Representações Sociais. Ademais, pensa-se que esta teoria, com todo seu arcabouço conceitual e instrumental, pode servir a pesquisas que necessitem da leitura de mundo em suas análises, podendo, inclusive, compor com outros métodos, resultando em pesquisas que dão saltos qualitativos importantes na aproximação das análises do espaço e dos grupos sociais. 


Palavras-chave


Mobilidade; espaço urbano; representações sociais.

Texto completo:

PDF


Caderno Prudentino de Geografia - ISSN: 2176-5774

 

Associação dos Geógrafos Brasileiros - Seção Local Presidente Prudente/SP

Rua Roberto Simonsen, 305, Centro Educacional, CEP: 19.060-900, Presidente Prudente, São Paulo.