EXPLORAÇÃO E ALIENAÇÃO DA FORÇA DE TRABALHO: OS TRABALHADORES DA CANA-DE-AÇÚCAR MOBILIZADOS PELAS UNIDADES DE PRODUÇÃO DE CIDADE GAÚCHA E RONDON-PR

Vitor Hugo Ribeiro, Márcio Mendes Rocha

Resumo


Este artigo, resultado de uma pesquisa de mestrado em geografia, teve por objetivo estudar a mobilidade dos cortadores da cana-de-açúcar dos municípios de Cidade Gaúcha e Rondon-PR e avaliar a mobilidade dos trabalhadores em relação às Unidades de Produção (Usina de Açúcar Santa Terezinha LTDA) dos municípios em questão. Para dar ênfase à problemática acerca dos bóias frias na atualidade em razão da superexploração do trabalho no eito do corte, foi levado em consideração os princípios teóricos da mobilidade da força de trabalho nos moldes de Gaudemar (1976) e a noção de mobilidade física contida nos estudos de Rocha (1998). No que tange a parte técnica, procurou-se elaborar mapas, tabelas, além de buscar dados e informações de campo bem como entrevistas que se apresentaram relevantes para o desenvolvimento da pesquisa.  


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.33026/peg.v12i1.915

A Pegada está indexada em:

LATINDEX - http://www.latindex.unam.mx/

Sumarios.org - http://sumarios.org/

Scientific Indexing Services (SIS) - http://sindexs.org/

GEODADOS - http://geodados.pg.utfpr.edu.br/

Capes Periódicos - http://www.periodicos.capes.gov.br/

Red Iberoamericana de Innovación y Conocimiento Científico (REDIB) - https://www.redib.org/

Directory of Open Acess Journals (DOAJ) - http://doaj.org/

EBSCO - https://www.ebsco.com/

ISSN: 1676-3025