TRABALHO SOCIAL, IMPRENSA E CONSTRUÇÃO DOS SENTIDOS

Sônia Maria Ribeiro de Souza

Resumo


Buscaremos discutir, neste texto, a questão da luta pela terra que se manifesta por meio daespecificidade da constituição da linguagem, isto é, o papel que os meios de comunicação assumemnesse processo, mais precisamente o jornalismo impresso. Nos propomos a analisar as modalidadesdo dizer da imprensa sobre o MST, tentando, na perspectiva da linguagem como determinaçãosocial, estabelecer as pistas ideológicas que marcam o comparecimento do Movimento no jornal OImparcial, diário sediado em Presidente Prudente, buscando questionar um dos princípios daimprensa que é a sua dita imparcialidade.

Palavras-chave


movimento social; linguagem; comunicação; luta pela terra; reforma agrária; controle social

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.33026/peg.v3i1.801

A Pegada está indexada em:

LATINDEX - http://www.latindex.unam.mx/

Sumarios.org - http://sumarios.org/

Scientific Indexing Services (SIS) - http://sindexs.org/

GEODADOS - http://geodados.pg.utfpr.edu.br/

Capes Periódicos - http://www.periodicos.capes.gov.br/

Red Iberoamericana de Innovación y Conocimiento Científico (REDIB) - https://www.redib.org/

Directory of Open Acess Journals (DOAJ) - http://doaj.org/

EBSCO - https://www.ebsco.com/

ISSN: 1676-3025