QUIXERÉ/CE NO OLHO DO FURACÃO DO AGRONEGÓCIO: A INJUSTIÇA SOCIOAMBIENTAL EM ANÁLISE

Rafaela Lopes de Sousa, Leandro Vieira Cavalcante, Luiz Cruz Lima, Camila Dutra dos Santos

Resumo


Procuramos, neste artigo, discutir a relação entre a reprodução do capital no campo e a intensificação da injustiça socioambiental, sobretudo mediante a expansão do agronegócio globalizado que tem deixado profundas marcas nos sujeitos e nos territórios. Trazemos como exemplo dessa dinâmica processos observados no município de Quixeré, no Ceará, um local escolhido por grandes empresas do agronegócio da fruticultura para fomentar a territorialização do capital, gerando impactos dos mais diversos, como a contaminação de trabalhadores e do ambiente em razão do uso de agrotóxicos. Nesse sentido, buscamos evidenciar o caráter devastador no qual está assentada a expansão do agronegócio, que não tem respeitado a vida dos povos do campo.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.33026/peg.v3i20.6682

A Pegada está indexada em:

LATINDEX - http://www.latindex.unam.mx/

Sumarios.org - http://sumarios.org/

Scientific Indexing Services (SIS) - http://sindexs.org/

GEODADOS - http://geodados.pg.utfpr.edu.br/

Capes Periódicos - http://www.periodicos.capes.gov.br/

Red Iberoamericana de Innovación y Conocimiento Científico (REDIB) - https://www.redib.org/

Directory of Open Acess Journals (DOAJ) - http://doaj.org/

EBSCO - https://www.ebsco.com/

ISSN: 1676-3025