A LUTA DOCENTE CONTRA AS REFORMAS NEOLIBERAIS NO BRASIL E NA FRANÇA

Ricardo Pires de Paula, André D. Robert

Resumo


O presente texto visa fazer um panorama da luta sindical docente contra as reformas neoliberais a partir da comparação entre Brasil e França. Com isso, elegemos dois sindicatos, APEOESP (Sindicato dos Professores do Ensino Oficial do Estado de São Paulo) no Brasil e SNES (Syndicat National des Enseignements de Second Degrée) na França. Essa escolha ocorre em função da importância de ambos nas ações de enfrentamentos às políticas neoliberais em seus respectivos países durante a década de 1990 e os anos 2000. Como as políticas neoliberais se ramificam em áreas bastante amplas, decidimos dar ênfase àquelas que atingem o conjunto dos trabalhadores, a reforma previdenciária. Escolhemos analisar a atuação dos sindicatos docentes em torno das contrarreformas da previdência em 2003 na França e no Brasil. Utilizamos como fonte principal da pesquisa aqui apresentada os periódicos “Jornal da Apeoesp” e “L’Université Syndicaliste” (L’US), da APEOESP e do SNES, respectivamente.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.33026/peg.v19i3.5899

A Pegada está indexada em:

LATINDEX - http://www.latindex.unam.mx/

Sumarios.org - http://sumarios.org/

Scientific Indexing Services (SIS) - http://sindexs.org/

GEODADOS - http://geodados.pg.utfpr.edu.br/

Capes Periódicos - http://www.periodicos.capes.gov.br/

Red Iberoamericana de Innovación y Conocimiento Científico (REDIB) - https://www.redib.org/

Directory of Open Acess Journals (DOAJ) - http://doaj.org/

EBSCO - https://www.ebsco.com/

ISSN: 1676-3025