CAMINHOS DAS ÁGUAS NO SERTÃO DO PAJEÚ: CONTRIBUIÇÕES E LUTA DAS MULHERES CAMPONESAS NA CONSTRUÇÃO DE UMA CONVIVÊNCIA TRANSFORMADORA COM SEMIÁRIDO

Juliana Nascimento Funari, Monica Cox de Britto Pereira

Resumo


Esse artigo traz um olhar complexo na perspectiva da Agroecologia, Ecologia Política e Ecofeminismo sobre as relações das mulheres camponesas do Sertão do Pajeú, em Pernambuco, com a água. No semiárido brasileiro a problemática da água se engendra através de processos sociopolíticos de acumulação e dominação da natureza, bases do modelo de desenvolvimento. As mulheres camponesas constroem resistências a esse contexto a partir de outra racionalidade, têm desenvolvido conhecimentos e práticas holísticos de valorização da água como um bem comum. Elas vêm se fortalecendo como sujeitos políticos a partir da auto-organização, em uma construção feminista, ecológica e popular que modifica a gestão da água no território e vêm permitindo o fortalecimento da luta por justiça ambiental. 


Texto completo:

PDF


A Pegada está indexada em:

LATINDEX - http://www.latindex.unam.mx/

Sumarios.org - http://sumarios.org/

Scientific Indexing Services (SIS) - http://sindexs.org/

GEODADOS - http://geodados.pg.utfpr.edu.br/

Capes Periódicos - http://www.periodicos.capes.gov.br/

Red Iberoamericana de Innovación y Conocimiento Científico (REDIB) - https://www.redib.org/

Directory of Open Acess Journals (DOAJ) - http://doaj.org/

ISSN: 1676-3025